MUNDO

Governo argentino fecha instituto nacional contra a discriminação

Anuncio foi feito pelo porta-voz da Presidência, Manuel Adorni, em coletiva de imprensa

O presidente da Argentina, Javier Milei O presidente da Argentina, Javier Milei  - Foto: Juan Mabromata/AFP

O governo argentino decidiu, nesta quinta-feira (22), fechar o Instituto Nacional contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo (Inadi), informou o porta-voz da Presidência, Manuel Adorni, em coletiva de imprensa.
 

"Foi tomada a decisão de avançar com o desmantelamento de institutos que não servem absolutamente para nada, como o Inadi", disse Adorni ao enquadrar o fechamento da organização no plano de redução do Estado do presidente ultraliberal, Javier Milei.

Veja também

Lembra quando Bolsonaro era o fascista?', questiona filho de John Lennon, Sean Ono
Política

Lembra quando Bolsonaro era o fascista?', questiona filho de John Lennon, Sean Ono

Estudo indica que bonobos são mais agressivos do que se pensava
Bonobos

Estudo indica que bonobos são mais agressivos do que se pensava

Newsletter