Tragédia em Petrópolis

Governo autoriza repasse de mais de R$ 1 milhão para Petrópolis

O valor a ser transferido corresponde ao piso fixo de Vigilância em Saúde referente ao ano de 2022

Rua de PetrópolisRua de Petrópolis - Foto: reprodução/twitter

O Ministério da Saúde publicou hoje (8), no Diário Oficial da União (DOU), uma portaria autorizando o repasse de R$ 1.040.692,05 do Fundo Nacional de Saúde (FNS) para a cidade de Petrópolis, localizada na região serrana do Rio de Janeiro. O município foi atingido por fortes chuvas no mês de fevereiro, que vitimaram mais de 233 pessoas.

O valor a ser transferido corresponde ao piso fixo de Vigilância em Saúde referente ao ano de 2022 e o recurso será usado para custear a continuidade da prestação das ações e serviços públicos na atenção primária de saúde.

Em especial, os recursos serão destinados ao fortalecimento do sistema da vigilância em saúde, a implementação de ações de vigilância, prevenção e controle de epidemias mediante situação de emergência nos bairros atingidos.

Segundo a portaria, o repasse se justifica pela necessidade de dar continuidade à realização de ações coordenadas para responder "com celeridade e tempestividade" ao possível aumento de doenças de veiculação hídrica, alimentar e transmissíveis por vetores.

A portaria destaca ainda que a situação de calamidade na saúde do município aponta a ocorrência de “possíveis consequências à saúde humana causadas pelo desastre que podem incluir, nos próximos dias, entre outros eventos, o aumento de doenças transmissíveis, podendo culminar em situações epidêmicas”.

Na última quinta-feira (3), mais um corpo foi encontrado na Chácara Flora, totalizando 233 o número de vítimas das chuvas de 15 de fevereiro em Petrópolis.

Até o momento, abrigos temporários atendem 994 pessoas que tiveram que sair de casa por causa dos danos provocados pelas chuvas. Cuidados em saúde, acompanhamento psicológico, recreação e atividades educativas para crianças, além de orientações sobre serviços sociais que podem ser direcionados de acordo com o perfil familiar fazem parte do suporte oferecido pela Secretaria de Assistência Social.

A prefeitura de Petrópolis reafirmou que todas as pessoas que precisaram recorrer aos pontos de abrigo terão direito ao aluguel social no valor de R$ 1 mil. Os desabrigados têm prioridade e já foram cadastrados por equipes da administração municipal.

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid