A-A+

Segurança Pública

Governo de Pernambuco anuncia Boletim Integrado de Defesa Social

O novo projeto vai digitalizar as operações, auxiliando policiais civis e militares

Boletim Integrado de Defesa Social foi lançado nesta quarta-feiraBoletim Integrado de Defesa Social foi lançado nesta quarta-feira - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Em busca de aumentar a celeridade do trabalho das forças policiais, o Governo de Pernambuco anunciou nesta quarta-feira (8) o Boletim Integrado de Defesa Social (Bids). O anúncio foi feito pelo governador Paulo Câmara numa reunião de monitoramento do Pacto Pela Vida, na Secretaria de Planejamento e Gestão, em Santo Amaro, área central do Recife. O novo sistema surgiu por meio da da Gerência de Tecnologia da Informação (GTI) da Secretaria de Defesa Social.

O projeto deve integrar o trabalho de rotina dessas forças, sobretudo a ligação entre as Polícias Militar e Civil. Embora o anúncio seja recente, a iniciativa estava em fase de desenvolvimento há dois anos, tendo como projeto-piloto a Área Integrada de Segurança  - 6, na Estrada das Batalhas, em Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes. Durante essa fase de testes, houve um ganho de 40 a 50 minutos no retorno das viaturas da PMPE para as ruas.

Essa aceleração dos processos vai ajudar a diminuir crimes que o Estado já tem conseguido desde o início da pandemia, como aponta o governador Paulo Câmara. "Vai avançar nas investigações, na elucidação dos casos e nas respostas mais rápidas. Isso é fruto de tudo que a gente acredita. Estamos em um momento de retomada e ao mesmo tempo deixar que a violência volte a crescer. Eu vejo os números de CVLI e estamos em ano satisfatório", explicou o Governador. 

Governador Paulo CâmaraGovernador Paulo Câmara. Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

"Ter uma política de segurança pública cada vez mais antenada e atenta às tecnologias possíveis é fundamental e necessário para dar mais agilidade aos boletins de ocorrência, disponibilizando outras informações que são utilizadas no processo. Agora será tudo eletrônico. Vamos ganhar tempo, tanto na questão da ocorrência em si, mas também ajudar nas investigações, na autoria e no desenrolar dos fatos, para que a elucidação de qualquer caso seja feita dentro de prazos razoáveis no âmbito da segurança pública de Pernambuco", complementou

"Isso vai dar uma velocidade, uma condição melhor de trabalho. E vamos aproveitar as formações que estão ocorrendo dos policiais que vão ingressar, alguns já no final deste ano e no início do próximo, já vão conhecer o método pronto. Isso vai favorecer a curva de aprendizado para o futuro. Eu quero dizer que essa é uma demanda antiga, necessária e fundamental", complementou o governador.

Como funciona

Na prática, o que era quase todo feito no papel vai ser digitalizado, acelerando de 40 a 50 minutos nas ocorrências. O BIDs vai trazer georreferenciamento para preenchimento de informações básicas de endereço; a inserção de imagens de objetos apreendidos, como armas e entorpecentes; e a possibilidade de ditar informações, transformadas automaticamente em texto. Tudo isso num sistema codificado e usado apenas pela equipe de segurança do Estado. Os policiais também poderão utilizar o sistema on e offline. 

"O sucesso do projeto piloto é que permitiu esse lançamento em escala geral para todo o Estado. As fases de implementação seguem nos próximos meses, até que tenhamos todas as equipes da polícia militar lavrando o Boletim de Ocorrência de forma integrada e digital, para que a gente acabe com o papel e otimize o trabalho da polícia", disse o secretário de Defesa Social, Humberto Freire, ressaltando que o 11º, 12º, 13º, 16º e 19º batalhões de área, além de cinco unidades do Diresp (BPChoque, BPRp, RPMon, CIPMoto e CIATur) já estão sendo instruídos.  90% das unidades do Estado devem ser atendidas até o final do ano. 

O investimento de implementação foi de R$ 1,7 milhões, além dos custos de manutenção que devem chegar a R$ 958 mil anuais. “Agora, o policial terá mais um instrumento de trabalho, o celular, que é tão importante quanto qualquer outro armamento para fazer o trabalho ostensivo. Isso vai ser feito em aparelhos funcionais, com acesso à internet, já disponibilizados em suas respectivas unidades operacionais”, afirmou o gerente de Tecnologia da Informação da SDS, coronel Policarpo de Freitas.

Veja também

Aos 83 anos, morre o arquiteto Ruy Ohtake, filho da artista Tomie Ohtake
Luto

Aos 83 anos, morre o arquiteto Ruy Ohtake, filho da artista Tomie Ohtake

Ensino a distância conquista adeptos e aumenta após fim de restrições
Educação

Ensino a distância conquista adeptos e aumenta após fim de restrições