Covid-19

Governo de Pernambuco faz nova ameaça de restringir acesso aos parques

Falta de cumprimento dos protocolos sanitários por parte da população tem gerado preocupação

Movimentação de pessoas no parque da Jaqueira, no RecifeMovimentação de pessoas no parque da Jaqueira, no Recife - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Na última semana, o Governo do Estado alertou que, caso não houvesse uma mudança no comportamento da população que frequenta as praias e os parques pernambucanos, esses ambientes poderiam voltar a ter restrições no acesso, assim como aconteceu em 2020.  

Nesta quarta-feira (20), o secretário estadual de Saúde, André Longo, voltou a falar sobre esse assunto, com ênfase em relação aos parques. 

“Nos preocupa o que está sendo observado nos parques, onde o abandono da máscara tornou-se quase uma normalidade. Caso não haja melhora do comportamento nesses espaços de convivência e as prefeituras não sejam mais rígidas, o Comitê decidiu por avaliar o fechamento dos parques na próxima semana”, disse.

Embora ainda tenha sido possível identificar pontos de aglomeração e pessoas sem máscaras no litoral durante o último final de semana, Longo, assim como o titular do Turismo do Estado, Rodrigo Novaes, viu uma resposta positiva da população na maioria das praias do Estado.  

"Estive pessoalmente fiscalizando as praias, vimos que avançamos, mas é preciso que a gente não relaxe nos próximos finais de semana, que continue cumprindo os protocolos”, disse Novaes, revelando que a fiscalização precisou intervir em lugares que utilizavam som (proibido em todo o Estado, seja ao vivo ou eletrônico). 

"Ressalto que para termos condições de continuar com as atividades econômicas e sociais funcionando, todos precisam adotar medidas sanitárias. Não hesitaremos em tomar novas medidas restritivas na próxima semana caso haja aumento significativo nos casos e nas taxas de ocupação. As medidas adotadas são proporcionais a nossas atitudes enquanto sociedade. Os protocolos reduzem a possibilidade de contágio e proporcionam um funcionamento seguro em praticamente todas as atividades, sem colocar vidas em risco”, concluiu o secretário estadual de Saúde. 

Veja também

Ciro busca alianças com centro para 2022 e diz que sua tarefa é tirar PT do 2º turno contra Bolsonar
Eleições

Ciro busca alianças com centro para 2022 e diz que sua tarefa é tirar PT do 2º turno contra Bolsonar

Vacinação de idosos de 80 a 84 anos tem fila de duas horas e sensação de alívio em SP
Vacinação

Vacinação de idosos de 80 a 84 anos tem fila de duas horas e sensação de alívio em SP