PERNAMBUCO

Pernambuco lança app que disponibiliza intérpretes de libras em órgãos estaduais

O app "[email protected]" foi lançado nesta Sexta-feira (14) e já está em uso na Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (Sead)

Lançamento do Libras@PELançamento do [email protected] - Fotos: Arthur Mota/ Folha de Pernambuco

O Governo de Pernambuco lançou, nesta sexta-feira (14), o aplicativo [email protected], que fará parte dos órgãos estaduais como uma forma de garantir às pessoas com deficiência auditiva um atendimento completo e pleno.

O serviço conta com intérpretes de linguagem de sinais, que, de forma virtual e gratuita, auxiliam nos atendimentos necessários. A Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (Sead) é o primeiro órgão a receber o sistema, cujo funcionamento está em fase piloto. 

Disponível para celulares, tablets e computadores, o [email protected] é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) e surge como uma tecnologia usada para suprir as demandas da população com deficiências auditivas. 

"Nós percebíamos que, por mais profissionais intérpretes de libras que tivéssemos, a gente não alcançaria a demanda existente da população. Então, dentro desse universo, queríamos melhorar o acesso e criar um ambiente onde uma pessoa com deficiência auditiva vá tirar um documento e consiga se comunicar com o atendente sem que ele saiba libras”, afirmou a secretária executiva de segmentos sociais, Marília Bezerra.

Dentro dos órgãos, o intérprete disponibilizado pelo aplicativo funciona como uma ponte entre o funcionário e a pessoa que busca o atendimento dentro dos órgãos públicos, criando um ambiente onde a comunicação não seja um problema. 

De acordo com Marília, o app vem como uma forma de tornar o Estado mais capaz de se comunicar com todos os grupos.

“A importância desse aplicativo é a de trazer para as pessoas toda e qualquer informação, de se comunicar dentro dos órgãos públicos sem depender de terceiros, de estar independente, e ter autonomia. O que nos traz ao verdadeiro sentido de acessibilidade: ter acesso aos serviços por conseguir se comunicar e dizer o que quer e o que precisa”, completou a secretária. 

Próximos órgãos
O Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB), a Divisão de Concessão de Abatimentos e Gratuidades (DIAG) do Grande Recife Consórcio de Transporte e o Expresso Cidadão serão os próximos órgãos a receber o aplicativo [email protected]

Para melhor entendimento do novo serviço, os funcionários dos órgãos públicos passarão por processos de capacitação e treinamento com o intuito de que cada vez mais locais possuam o serviço disponível. “A nossa meta é chegar ao final do ano com todos os órgãos possuindo esse tipo de atendimento implantado”, reforçou Marília Bezerra.

Veja também

Resgatado da rua após temporal no fim de março, cachorro se assusta com fogos e foge de casa
Folha Pet

Resgatado da rua após temporal, cachorro se assusta com fogos e foge de casa

Senado ouve posições divergentes em debate sobre ensino domiciliar
Educação

Senado ouve posições divergentes em debate sobre ensino domiciliar