Educação

Governo de Pernambuco vai garantir internet gratuita aos estudantes da rede estadual de ensino

Patrocinando dados de internet, o programa "Conecta Aí" vai beneficiar alunos e professores do ensino público

"Conecta Aí" vai beneficiar alunos e professores do ensino público"Conecta Aí" vai beneficiar alunos e professores do ensino público - Foto: Heudes Regis/SEI

 
Programa “Conecta Aí”, lançado pelo governo de Pernambuco, vai garantir internet gratuita aos estudantes da rede estadual de ensino, neste ano letivo de 2020, visando minimizar os impactos da pandemia da Covid-19. O anúncio do investimento, que está na casa dos R$ 23 milhões,foi feito nesta quarta-feira (05), pelo governador Paulo Câmara. 
 
O "Conecta Aí" funciona por meio de patrocínio de pacotes de dados de internet para acesso gratuito ao material da Plataforma Educa-PE, do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e do Google Classroom, beneficiando cerca de 500 mil alunos de escolas públicas estaduais.

“Esse é mais um importante passo para fortalecer a educação em nosso Estado e assegurar o acesso à internet neste período tão desafiador para todos”, disse o governador. “Enquanto tivermos que conviver com as restrições provocadas pelo coronavírus, o ensino remoto fará parte do processo de aprendizagem”, complementou Câmara.

O programa também contempla os 30 mil professores da educação básica e cerca de cinco mil estudantes de baixa renda da Universidade de Pernambuco (UPE). A previsão para início do programa é 11 de agosto, em comemoração ao Dia do Estudante.
 
De acordo com o secretário estadual de Educação e Esportes, Fred Amancio, o material didático digital disponibilizado pela Secretaria de Educação poderá ser acessado através de todas as operadoras de telefonia que atuam em Pernambuco, e os dados utilizados serão pagos pelo Governo do Estado.

“O 'Conecta Aí' será muito relevante neste período de suspensão das aulas nas escolas, mas também após a retomada das atividades presenciais. O uso do conteúdo digital será fundamental para a adoção do ensino híbrido, modelo no qual o estudante faz parte das atividades na escola e complementa o aprendizado com atividades não presenciais”, afirmou Amancio. 

 

Veja também

Em um mês de aulas presenciais, 5,4% dos funcionários de escolas de Manaus se infectaram
educação

Em um mês de aulas presenciais, 5,4% dos funcionários de escolas de Manaus se infectaram

Academias da Cidade retomaram aulas presenciais
Saúde

Academias da Cidade retomaram aulas presenciais