Carnaval 2017

Grafitagem dá o tom da decoração do Carnaval do Recife 2017

O projeto, assinado pelo arquiteto Carlos Augusto Lira, contará com seis painéis de grafiteiros pernambucanos

Carlos Augusto Lira ladeado pelos artistas do Coletivo VacilanteCarlos Augusto Lira ladeado pelos artistas do Coletivo Vacilante - Foto: Raquel Melo

 

A decoração do Carnaval do Recife em 2017 será toda renovada. A nova identidade traz tons, cores e traços de arte urbana com curadoria do arquiteto Carlos Augusto Lira, que convidou seis artistas, são eles Karina Agra, Galo de Souza, Bozó Bacamarte, Jota ZerOff, Manoel Quitério e Coletivo Vacilante, para criação de painéis que vão compor o visual das ruas da Cidade nos dias de Momo. A novidade foi anunciada à imprensa, durante uma coletiva, na tarde desta terça-feira (17), no Compaz, no Cordeiro, onde os grafiteiros, Carlos Augusto Lira e o presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife, Diego Rocha, marcaram presença. 

Carlos Augusto Lira e Diego Rocha falaram à imprensa sobre as novidades da decoração do Carnaval 2017

Foto: Carlos Augusto Lira e Diego Rocha falaram à imprensa sobre as novidades da decoração do Carnaval 2017
Créditos: Raquel Melo  

Carlos Augusto Lira contou que a mudança veio por meio de um pedido da primeira-dama, Cristina Melo, que quis transportar o colorido da grafitagem para a decoração de Carnaval. “Aceitei o desafio proposto, acredito que todo ano as pessoas ficam na expectativa para este momento, querem saber como será a decoração das ruas. E eu não posso decepcionar. Quero sempre fazer o melhor”. Nos grafites foram inseridos elementos gráficos dos homenageados, Almir Rouche e Caboclinhos, além das figuras tradicionais do nosso Carnaval, como passistas de frevo. 

 

A rampa de skate por Galo de Souza, no Compaz do Cordeiro

Foto: A rampa de skate por Galo de Souza, no Compaz do Cordeiro
Créditos: Raquel Melo

As imagens serão digitalizadas e impressas em totens e tecidos esticados que vão colorir a Rua do Bom Jesus, a Avenida Rio Branco e as pontes da capital pernambucana em tons da bandeira do Estado, em contornos pretos. Sobre os gastos, Diego Rocha explicou que a estimativa, por enquanto, é de que seja usado o mesmo valor do ano passado, cerca de R$ 1,5 milhão. 

 

Carlos Augusto Lira e os artistas plásticos pernambucanos

Foto: Carlos Augusto Lira e os artistas plásticos pernambucanos
Créditos: Raquel Melo 

Sobre os artistas e painéis que serviram de inspiração para o projeto assinado por Carlos Augusto Lira

Com média de 25 m², as pinturas estão localizadas na Escola Municipal de Frevo Fernando Borges (obra do Coletivo Vacilante), no Compaz do Cordeiro (obras de Galo de Souza e Karina Agra), na Gerência de Atenção à Saúde (obras de Jota ZerOff e Bozó Bacamarte) e no Terminal do Porto do Recife (obra de Manoel Quitério). 

O mural de Karina Agra no Compaz do Cordeiro

Foto: O mural de Karina Agra no Compaz do Cordeiro
Créditos: Raquel Melo 

A rampa de skate - obra de Galo de Souza no Compaz do Cordeiro

Foto: A rampa de skate - obra de Galo de Souza no Compaz do Cordeiro
Créditos: Raquel Melo 

Veja também

Supremo mantém extradição de acusado de chefiar máfia italiana
STF

Supremo mantém extradição de acusado de chefiar máfia italiana

Orban impõe novo estado de emergência na Hungria devido à guerra na Ucrânia
Guerra na Ucrânia

Orban impõe novo estado de emergência na Hungria devido à guerra na Ucrânia