Grande Recife continua sem expectativa de chuva para esta quinta

Na Capital, o sol continua a aparecer e faz as pessoas ficarem despreocupadas com o uso de guarda-chuva

Tempo nublado na orla do litoral sulTempo nublado na orla do litoral sul - Foto: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

A previsão do tempo, divulgada pela Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), informa céu parcialmente nublado sem previsão de chuva em quatro regiões do Estado. O Grande Recife é uma delas. Na Capital, o sol continua a aparecer e faz as pessoas ficarem despreocupadas sem o uso de guarda-chuva. A temperatura máxima alcança os 31° C, nesta quinta-feira (26).

O Agreste e Zona da Mata Norte e Sul são as outras três regiões que recebem céu sem chuva ao longo do dia. As previsões de temperatura máxima são de 31° C (Mata Norte) e 30° C (Mata sul e Agreste).

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, a tendência é de umidade mínima em 30% com ventos fracos na cidade. A região recebe temperatura máxima de 34° C.

Confira a previsão completa:

Região Metropolitana
Parcialmente nublado sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 31º Mínima: 23º

Mata Norte
Parcialmente nublado sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 31º Mínima: 20º

Mata Sul
Parcialmente nublado sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 30º Mínima: 21º

Agreste
Parcialmente nublado sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 30º Mínima: 17º

Sertão de Pernambuco
Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 34º Mínima: 18º

Sertão de São Francisco
Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 34º Mínima: 21º

Veja também

Depois de 652 dias, Bélgica consegue formar um governo
internacional

Depois de 652 dias, Bélgica consegue formar um governo

Em um ano, pobreza na Argentina sobe e passa a atingir 18,5 milhões de pessoas
internacional

Em um ano, pobreza na Argentina sobe e passa a atingir 18,5 milhões de pessoas