incêndios florestais

Grécia enfrenta "maior incêndio já registrado na UE"

País foi afetado por numerosos incêndios neste verão, que o governo atribuiu à mudança climática

Bombeiros atuam em incêndio na Grécia Bombeiros atuam em incêndio na Grécia  - Foto: Sakis Mitrolidis / AFP

Um incêndio florestal em um parque nacional na Grécia é o “maior já registrado na UE” e o bloco mobilizou quase metade de seus aviões-tanque para enfrentar as chamas, disse uma porta-voz da Comissão Europeia nesta terça-feira (29).

Onze aviões e um presidente da frota de combate a incêndios da União Europeia (UE) foram enviados para ajudar a Grécia no parque nacional Dadia, ao norte da cidade de Alexandroupoli, juntamente com 407 bombeiros, disse o porta-voz Balazs Ujvari.

Segundo os bombeiros gregos, três incêndios ainda são problemáticos e não foram extintos. O parque fica na região de Evros, na fronteira entre Grécia e Turquia.

Os incêndios de agosto mataram 20 pessoas: 19 supostos migrantes, incluindo duas crianças, encontrados carbonizados na região de Evros, e um pastor, que morreu tentando salvar seus rebanhos em uma região do centro da Grécia.

Segundo estimativas do Observatório Nacional Grego, este ano mais de 120 mil hectares foram devorados pelas chamas em todo o país.

A Grécia foi afetada por numerosos incêndios neste verão, que o governo atribuiu à mudança climática.

A UE possui uma frota de 24 aviões e quatro helicópteros fornecidos pelos Estados-membros para combater os incêndios no bloco e nos países vizinhos.

Atualmente trabalha na criação de uma esquadra aérea autônoma, financiada pela UE e composta por 12 aviões, que estará em pleno funcionamento em 2030.

“Os incêndios são cada vez mais graves”, destacou Balazs Ujvari.

Veja também

Meningite: conheça as causas, os sintomas e as formas de evitar a doença
Prevenção

Meningite: conheça as causas, os sintomas e as formas de evitar a doença

TikTok: app vai ser banido nos EUA? Entenda o que acontece agora com a rede social
Rede Social

TikTok: app vai ser banido nos EUA? Entenda o que acontece agora com a rede social

Newsletter