Greenpeace faz ação no Recife contra exploração mineral na Amazônia

Ativistas do movimento pretendem alertar população sobre o decreto que extingue reserva ambiental

Ativistas fazem ação contra a extinção de reserva de minério na AmazôniaAtivistas fazem ação contra a extinção de reserva de minério na Amazônia - Foto: Caroline Melo/Folha de Pernambuco

O Greenpeace reuniu um grupo de seus manifestantes com cartazes e camisas no Marco Zero, no Bairro do Recife, na manhã deste sábado (2). O protesto, que segundo a organização reuniu 200 pessoas, mirou o decreto que permite a exploração mineral na Amazônia

“A proposta é orientar a população para que todos possam saber o que é na realidade o decreto”, explica André Maia, biólogo do projeto Trilogiabio, que participa com o Greenpeace na mobilização. “A gente quer que a população entenda qual seria o impacto dessa mineração no coração da Amazônia e orientar a população para o grande risco que é a exploração de minérios no local”, afirma.

Leia também:
Governo extingue Reserva Nacional do Cobre e Associados 
Maia descarta possibilidade de revogar decreto que extingue reserva 

No Marco Zero, os ativistas conversaram com o público do local e ofereceram oficinas de confecção de camisas, cartazes e estêncis. “A gente trouxe essas oficinas aqui para que a interação com o público fosse feita de forma mais artística”, explicou Larissa Monteiro, uma das ativistas e participante das oficinas.

O decreto, de número 9.147, foi publicado no último dia 28 de agosto e extinguiu a Reserva Nacional de Cobre e Seus Associados (Renca), que impedia a extração mineral no local, entre os estados do Pará e do Amapá. 

Veja também

Recife inicia vacinação de grupos prioritários contra a Covid-19
Vacina em Pernambuco

Recife inicia vacinação de grupos prioritários contra a Covid-19

Navalny será julgado nesta quarta na Rússia por difamação
ENVENENAMENTO

Navalny será julgado nesta quarta na Rússia por difamação