A-A+

Grupo de advogados diz que denúncia contra Glenn é escalada autoritária

'A denúncia ataca violentamente a liberdade de imprensa', afirma nota do grupo

Jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept BrasilJornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil - Foto: Evaristo Sa / AFP

O grupo Prerrogativas, que reúne alguns dos principais advogados criminalistas do país, reagiu com "indignação" à denúncia do Ministério Público Federal em Brasília contra o jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, e outras seis pessoas sob acusação de hackear telefones de autoridades ligadas às investigações da Lava Jato.

"Glenn Grenwald e a equipe do The Intercept Brasil protagonizaram um dos maiores furos jornalísticos da imprensa brasileira, ao divulgarem conteúdo de mensagens ilegais trocadas entre os agentes públicos responsáveis pela condução da Operação Lava Jato, dentre os quais e destacadamente, o Ministro Sergio Moro e o procurador da República Deltan Delagnol", diz em nota o grupo.

Leia também:
Para PF, não há evidência de participação de Glenn em ação de hackers
'Você não acredita na Justiça?', diz Bolsonaro sobre denúncia contra Glenn
'Denúncia é tentativa óbvia de atacar a imprensa livre', diz Glenn Greenwald 

"A denúncia ataca violentamente a liberdade de imprensa, na medida em que busca a responsabilidade criminal de um jornalista em razão de sua atividade profissional", segue o texto. "Esta acusação é uma escalada perigosa na ascensão do autoritarismo, além de consagrar o uso político do processo penal e a fragilidade da nossa democracia."

Veja também

Homem é atacado por jacaré em lago de Campo Grande (MS)
Centro-oeste

Homem é atacado por jacaré em lago de Campo Grande (MS)

Show de dupla sertaneja é interrompido após palco pegar fogo em SP
Susto

Show de dupla sertaneja é interrompido após palco pegar fogo em SP; assista