Mobilidade

Grupo pede esclarecimentos sobre ônibus queimados no Grande Recife

Frente de Luta pelo Transporte Público encaminhou pedido à Secretaria de Desenvolvimento Urbano. Em menos de 15 dias, foram registrados casos no Recife, Olinda e Paulista.

Ônibus pega fogo em OlindaÔnibus pega fogo em Olinda - Foto: Letícya Fulco

Após um ônibus pegar fogo e ficar completamente destruído em Olinda, a Frente de Luta pelo Transporte Público (FLTP) encaminhou, nesta segunda-feira (26), um pedido de informações à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação sobre o assunto. No último domingo, outro coletivo, que fazia o trajeto TI Igarassu/Dantas Barreto, teve um princípio de incêndio no motor quando passava pela BR-101, em Paulista. Assim como na ocorrência anterior, não houve feridos.

Com mais esse episódio, foram registrados três casos de coletivos incendiados enquanto circulavam pelas ruas da Região Metropolitana do Recife. Além dos dois no fim de semana passado, no dia 14 de agosto, um veículo da linha Vila da Sudene, operado pela empresa Vera Cruz, explodiu na avenida Conde da Boa Vista, no sentido cidade-subúrbio. As causas dos acidentes estão sendo investigadas.

Leia também:
Ônibus pega fogo e assusta passageiros em Olinda
Ônibus pega fogo na avenida Conde da Boa Vista, no Recife
Homem morre após colisão entre ônibus e caminhão na PE-009


Para o advogado Pedro Josephi, da Frente de Luta pelo Transporte Público, falta fiscalização e manutenção nos veículos. “Só há 15 fiscais para vistoriar os ônibus. A população não pode ficar à deriva dessas omissões. Felizmente não tivemos feridos nem mortos, mas vamos esperar uma morte para que alguma providência seja tomada?”, questiona. O Sindicato dos Rodoviários informou que não houve falhas dos motoristas. “É o quarto este ano com o mesmo fabricante e é de abismar porque eram ônibus novos”, denuncia Gilson André da Silva, do órgão sindical.

Por meio de nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação informou que ainda não recebeu o documento citado pelo advogado Pedro Josephi, mas reforçou que responderá aos questionamentos dentro do prazo legal. O órgão disse ainda que o Grande Recife Consórcio de Transportes já solicitou à Conorte, consórcio responsável pela operação da linha Pau Amarelo, que registrou o incêndio no domingo em Olinda, os documentos que indiquem as causas do acidente.

Além disso, o texto afirma que o Grande Recife está acompanhando, junto às empresas, as medidas a serem tomadas para prevenir novas ocorrências. Já a empresa Cidade Alta, que faz parte do consórcio Conorte e opera as duas linhas dos ônibus danificados em Olinda e em Paulista, ressaltou que está verificando as causas dos incêndios e que os funcionários da companhia orientaram os passageiros a descerem dos veículos para que não se machucassem.

Veja também

Linhas de ônibus terão reforço para o segundo turno na RMR
Eleições 2020

Linhas de ônibus terão reforço para o segundo turno na RMR

Pesquisadores criam tecnologia para eliminar metal cancerígeno da água
Pesquisa

Pesquisadores criam tecnologia para eliminar metal cancerígeno da água