Grupos voltam atrás e decidem fazer Encontro de Bois em Olinda

Representantes dos bois decidiram optar por resistir e não se deixar intimidar pela violência

Boi Cara de SapoBoi Cara de Sapo - Foto: Divulgação

Os organizadores do Encontro de Bois - que ocorre em Olinda todos os anos na Quarta-feira de Cinzas - voltaram atrás e suspenderam o cancelamento do evento. O encontro está mantido para esta quarta (1º), a partir das 17h. A decisão fora tomada depois que, na última terça-feira (28), moradores da Rua da Boa Hora, no Sítio Histórico, presenciaram cenas de violência nas ruas.

Jócely Airola - filha de Dona Dá, artesã dos troféus - tinha publicado nas redes sociais a desistência, alegando que o encontro seria inviável diante da falta de segurança. 

Fred Nascimento, organizador do Boi Cara de Sapo, informou que os representantes dos bois se reuniram e decidiram optar por resistir e não se deixar intimidar pela violência. "Vamos formar uma corrente", conta. Só que, por precaução, nenhum grupo passará pela Rua da Boa Hora.

O Boi Marinho sairá do Mercado Eufrásio, por exemplo. O Boi Cara de Sapo, por sua vez, terá como ponto de partida o Centro Cultural Luiz Freire. Já o Boi da Mata partirá da Praça do Carmo. A concentração começa a partir das 17h e o encontro de todos está previsto para ocorrer, em frente à Prefeitura, às 18h.

Desde 1986, Jobecilda Airola da Silva, conhecida como dona Dá, confecciona troféus para entregar aos bois que passam pela rua da Boa Hora, no bairro do Varadouro, no Sítio Histórico de Olinda.

Veja também

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia
Enem 2020

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas
Coronavírus

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas