A-A+

Guabiraba não tem registro de assassinatos desde a prisão de suposto homicida

"Miau" é considerado pela Polícia Civil o maior homicida de Pernambuco

Wagner Alves "Polho"Wagner Alves "Polho" - Foto: Divulgação

Com a prisão de Antones Vicente Alves, o Miau, e de outros dois acusados, Wagner Alves (Polho) e Tércio Gabriel (Biel ou Chuck) no dia 26 de julho, ainda não houve registro de homicídios na área da Guabiraba, Zona Norte do Recife. Antes, a área cinco que contempla o Morro da Conceição até o Brejo da Guabiraba era considerada a mais violenta do Estado.

Leia também:
Preso suspeito de matar 8 pessoas no Recife só este ano

Em dados disponibilizados pela Polícia Civil, os números de homicídios na capital em junho e julho foram de 56 e 52 assassinatos. Em julho, seis mortes foram registradas na Guabiraba e quatro no bairro de Piedade, Zona Sul do Recife, segundo na lista dos mais violentos.

Antones “Miau” é o maior homicida de Pernambuco, de acordo com a Polícia Civil. Ele é acusado de oito assassinatos e cinco tentativas, e comandava o tráfico de drogas na área.

“Ele gostava de matar, tanto que chegou a cometer assassinatos por três dias seguidos. Miau foi responsável pela morte de dois jovens inocentes, que morreram por um acerto de contas que ele tinha com a antiga dona da casa em que as vítimas estavam” disse o delegado Alfredo Jorge, responsável pela investigação na área e pela prisão do trio.

Os três acusados estão em prisão preventiva no Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel) onde aguardam julgamento.

Veja também

Governo altera decreto e permite ampliar serviços de acesso à internet
Conexão

Governo altera decreto e permite ampliar serviços de acesso à internet

SP atribui causa da morte de adolescente vacinada à doença autoimune
Vacinação em adolescentes

SP atribui causa da morte de adolescente vacinada à doença autoimune