Guardas municipais do Recife realizam paralisação de 24h

Trabalhadores cobram melhores condições de trabalho e pedem o direito de portar armas de fogo.

Guardas realizam ato na avenida Cais do ApoloGuardas realizam ato na avenida Cais do Apolo - Foto: Geraldo Moreira/Rádio Folha

Uma paralisação de advertência foi deflagrada às 8h desta quinta-feira (26), pelo Sindicato dos Guardas Municipais do Recife, e deve durar 24 horas. Nesta manhã, a categoria realiza um ato em frente ao edifício da Prefeitura do Recife, no Cais do Apolo.

Os guardas estão concentrados, com faixas, cartazes e um carro de som, desde as 8h e devem interromper o trânsito na avenida Cais do Apolo após as 10h. Segundo o presidente Ewerson Miranda, os trabalhadores cobram melhores condições de trabalho e pedem o direito de portar armas de fogo.

A categoria, formada por 1,4 mil trabalhadores, se queixa da falta de coletes balísticos, fardamentos, cursos de capacitação e equipamentos de proteção individual. Ainda nesta manhã, os guardas pretendem realizar uma assembleia geral.

Veja também

Cai árvore centenária do Imip por causa das fortes chuvas
Chuvas

Cai árvore centenária do Imip por causa das fortes chuvas

Apac renova alerta de chuvas no Recife pelas próximas 24 horas
precipitação

Apac renova alerta de chuvas no Recife pelas próximas 24 horas