guerra na Ucrânia

Guerra na Ucrânia não terá vencedor, afirma ONU no 100º dia da invasão russa

Há várias semanas, os exércitos ucraniano e russo se enfrentam no leste do país, na bacia de mineração de Donbass, e no sul

Soldado russo faz a patrulha de território ucraniano Soldado russo faz a patrulha de território ucraniano  - Foto: Olga Maltseva / AFP

A guerra na Ucrânia "não terá vencedor", afirmou nesta sexta-feira (3) o secretário-geral adjunto e coordenador de crises da ONU para a Ucrânia, no dia em que a invasão russa completa 100 dias.

"Esta guerra não tem e não terá vencedor", afirmou Amin Awad em um comunicado.

"Precisamos de paz. A guerra deve cessar", acrescentou o funcionário da ONU no momento em que as negociações entre Rússia e Ucrânia estão paralisadas há várias semanas.

A invasão russa iniciada em 24 de fevereiro "teve um preço elevado para os civis", destaca Awad, que cita "a destruição e a devastação de cidades e localidade", assim como as perdas de "vidas, casas, empregos e perspectivas". 
 

Há várias semanas, os exércitos ucraniano e russo se enfrentam no leste do país, na bacia de mineração de Donbass, e no sul, onde Moscou já mencionou a possibilidade de convocar referendos com o objetivo de anexar os territórios ocupados.

Awad afirmou ainda que em pouco menos de três meses "quase 14 milhões de ucranianos foram obrigados a fugir de suas casas, a maioria mulheres e crianças", o que chamou de um fenômeno "sem precedentes na história". 

Veja também

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações
MONKEYPOX

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações

Zelensky pede que países suspendam comércio com a Rússia e entrada de turistas russos
Guerra na Ucrânia

Zelensky pede que países suspendam comércio com a Rússia e entrada de turistas russos