Habitacionais de Jaboatão dos Guararapes em pauta

Pautas de reivindicações foram debatidas durante encontro

Protesto por moradias no bairro da Muribeca, JaboatãoProtesto por moradias no bairro da Muribeca, Jaboatão - Foto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes afirmou que o Movimento Semente Urbana esteve presente, na semana passada, em uma reunião com representantes da administração municipal. No encontro, foram colocadas em pauta duas reivindicações: uma sobre o Conjunto Habitacional Batalha dos Guararapes, localizado no bairro da Muribeca, e outra sobre o Conjunto Habitacional Padre Roma, em Prazeres.

O primeiro possui um entrave com a Caixa Econômica Federal, que alega que a área onde será construído o habitacional trata-se de uma Zona de Cota de Águas (ZCA), e que, por isso, não há viabilidade para construção de imóveis no local. A prefeitura, no entanto, se comprometeu em proporcionar uma reunião entra a Caixa e Semente Urbana para que o movimento tenha a oportunidade de defender a viabilidade da construção das moradias junto ao órgão federal.

No caso do Habitacional Padre Roma, a prefeitura informa que não possui recursos para arcar com a desapropriação do terreno. Uma solicitação formal de se cobrar 1% de ISS na obra do habitacional para cobrir os custos da máquina pública com o processo de desapropriação da área foi levada para a Procuradoria Geral do Município para análise.

Veja também

Ministério faz confusão com voos, deixa autoridades esperando nos aeroportos e atrasa vacinação
Vacina

Ministério faz confusão com voos, deixa autoridades esperando nos aeroportos e atrasa vacinação

STF rebate Bolsonaro e afirma que não proibiu governo federal de atuar contra pandemia
Justiça

STF afirma que não proibiu governo federal de atuar contra pandemia