Heineken compra a Brasil Kirin e deve atingir 19% do mercado nacional

Holandesa pagou R$ 3,39 bilhões e é a segunda maior cervejeira do Brasil

Heineken pagou R$ 3,39 bilhões pela Brasil Kirin e é a segunda maior cervejeira do Brasil Heineken pagou R$ 3,39 bilhões pela Brasil Kirin e é a segunda maior cervejeira do Brasil  - Foto: Divulgação

A Heineken anunciou nesta segunda (13) a compra da Brasil Kirin em uma transação que a tornará a segunda maior fabricante de cervejas do País. A Brasil Kirin é dona de marcas como Schin, Glacial, Eisenbahn, Devassa e Baden Baden. Com a aquisição, a marca deve atingir 19% de participação no mercado nacional de cervejas.

A gigante cervejeira holandesa informou que pagará 1,025 bilhão de euros (3,39 bi lhões de reais) e pretende aumentar sua presença no mercado brasileiro. A aquisição, no entanto, ainda precisa ser aprovada por órgãos reguladores, e deve ser formalizada até julho.

Mesmo com as más perspectivas de crescimento da economia do Brasil em 2017, a Heineken acredita no investimento ao longo prazo e no ‘boom’ do segmento premium, que tem crescido significativamente no País.

Veja também

Senado aprova uso de verbas de saúde por estados e municípios
Saúde

Senado aprova uso de verbas de saúde por estados e municípios

Eficácia da vacina anticovid da Moderna cai ligeiramente para 90% em teste nos EUA
Coronavírus

Eficácia da vacina anticovid da Moderna cai ligeiramente para 90% em teste nos EUA