Violência

Homem é espancado por grupo de pessoas em confusão por som alto no Janga, em Paulista

Vítima estava portando um facão quando foi agredido por pelo menos dez pessoas. Polícia tipificou o caso como tentativa de homicídio

Homem foi agredido por um grupo de pessoas no JangaHomem foi agredido por um grupo de pessoas no Janga - Foto: Reprodução/Facebook

Uma confusão provocada por som alto em uma festa rave resultou na agressão de um homem de 48 anos praticada por um grupo de pessoas na orla do Janga, em Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR). O caso, que foi tipificado pela Polícia Civil de Pernambuco como tentativa de homicídio, ocorreu na noite de domingo (18).

Em imagens de um vídeo que circula nas redes sociais desde o ocorrido é possível ver o homem, que não foi identificado, antes de ser agredido. Ele veste camisa e bermuda brancas e porta um facão. Enquanto isso, o grupo começa a arremessar objetos como latas e tonéis.

A vítima então, após ser atingida por uma lata de lixo na cabeça, cai no chão e começa a receber os golpes, principalmente chutes pelo corpo. Cerca de dez pessoas se aproximam para agredir o homem. Uma mulher se abaixa perto da vítima e tenta impedir a sequência da agressão.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que foi acionada para "uma ocorrência de som alto" no bairro do Janga, em um primeiro momento. No local, diz a corporação, os policiais dispersaram a confusão e os envolvidos, que "tomaram destino ignorado".

Cerca de uma hora depois, o efetivo recebeu outro chamado para o mesmo local. "Quando o policiamento chegou no local a vítima já havia sido socorrida", diz a PM. Segundo a polícia, o homem teria tentado intervir por causa do barulho do som alto quando começou a confusão e as agressões.

Um Boletim de Ocorrência foi registrado e a Polícia Civil abriu inquérito para apurar a tentativa de homicídio. Segundo a Polícia Militar, ninguém foi preso até o momento.

O homem foi socorrido e encaminhado para um hospital particular localizado no bairro da Ilha do Leite, na área central do Recife.

A Folha de Pernambuco entrou em contato com a assessoria de comunicação da unidade de saúde e aguarda retorno para atualização do texto.

Veja também

ONU condena 'racismo estrutural' no Brasil após assassinato de João Alberto
Racismo

ONU condena 'racismo estrutural' no Brasil após assassinato de João Alberto

Cisam, na Encruzilhada, ganhará centro de parto normal
Maternidade

Cisam, na Encruzilhada, ganhará centro de parto normal