Homem é preso ao tentar sacar benefício social com documento falso

Ele foi autuado em flagrante pela Polícia Federal em Caruaru e levado à Penitenciária Juiz Plácido de Souza, no mesmo município

Identidade usada por Moisés dos Santos para aplicar o golpe na Caixa Econômica de CaruaruIdentidade usada por Moisés dos Santos para aplicar o golpe na Caixa Econômica de Caruaru - Foto: Divulgação / PF

Um homem de 21 anos foi preso em flagrante na agência da Caixa Econômica Federal do bairro do Salgado, em Caruaru, no Agreste pernambucano, ao tentar, pela segunda vez, sacar um benefício referente ao Programa de Integração Social (PIS) com documentação falsa. O gerente da unidade bancária notou que se tratava de uma fraude porque já havia sido emitido um alerta pela Caixa Econômica de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, de que o mesmo homem tentou aplicar o mesmo golpe nessa agência no dia 8 de março. Nesse dia, ele portava uma outra carteira de identidade com o nome de outro beneficiário e, na ocasião, não foi preso porque conseguiu fugir ao ser detectada a falsificação.

De acordo com a PF, o homem, identificado como Moisés dos Santos de Santana, é solteiro, recepcionista, natural de Valença, na Bahia, e não possui antecendentes criminais. A prisão ocorreu na última quarta-feira (28), mas as informações foram divulgadas nesta sexta-feira (30) pela Polícia Federal. Em depoimento, ele confessou que conseguiu o documento por meio da Deep Web (internet profunda), com pessoas que não se identificaram, mas que deram certeza ser possível sacar os valores por meio de uma carteira de identidade que seria enviada para o seu endereço pelos Correios.

Disse também que enviou sua foto para os criminosos e pagou pela confecção das duas carteiras de identidade falsas, no valor de R$ 150 por cada documento. Os dados das contas dos beneficiários do PIS/PASEP também lhe foi repassado por integrantes da Deep Web.

Ele foi levado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru para fazer exame de corpo e delito e, após audiência de custódia, foi encaminhado à Penitenciária Juiz Plácido de Souza, no mesmo município, onde ficará à disposição da Justiça Federal. Se condenado, poderá pegar entre dois e seis anos de prisão, além de pagar multa.

Leia também:
Deep Web: a terra de ninguém da internet
PF desarticula esquema de hackers responsável por fraudes bancárias na internet


   Deep Web

Deep Web significa literalmente "Internet Profunda". É o nome dado para uma zona da internet que não pode ser detectada facilmente pelos tradicionais sites de busca, garantindo privacidade e anonimato para os seus navegantes. É formada por um conjunto de sites, fóruns e comunidades que, na maioria, costumam debater temas de caráter ilegal e imoral.

 

Veja também

Taxa de contágio do coronavírus volta a subir em Nova York
EUA

Taxa de contágio do coronavírus volta a subir em Nova York

Costureiras do Cabo de Santo Agostinho irão produzir máscaras para a população vulnerável
Cabo de Santo Agostinho

Costureiras do Cabo de Santo Agostinho irão produzir máscaras para a população vulnerável