VIOLÊNCIA

Homem é preso no Recife por estupro de vulnerável contra filha e enteada adolescentes

Em um dos casos, há relatos de que o suspeito ameaçava de morte a mãe e irmão da vítima caso ela o denunciasse

Coletiva de imprensa da Polícia Civil de Pernambuco sobre o casoColetiva de imprensa da Polícia Civil de Pernambuco sobre o caso - Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) prendeu, nessa terça-feira (14), um homem de 35 anos suspeito de estupro de vulnerável contra a enteada, de 14 anos. O delito acontecia desde que ela tinha 11 anos de idade. Ele também tem outro processo, sobre o mesmo crime, desta vez com a filha, adolescente de 13 anos. 

Durante os abusos, segundo a corporação, o suspeito ameaçava a enteada para que ela não contassem sobre o que acontecia.

"Além de acontecerem de forma violenta, esses abusos também tinham o tom de ameaça de que, se ela revelessase o crime, ele (suspeito) mataria a mãe e o irmão dela. O crime acontecia justamente enquanto a mãe e o irmão dormiam. Ele aproveitava desse momento para praticar esses abusos que perduraram cerca de dois a três anos", explicou a delegada Maria Eduarda Pessoa de Melo, do Departamento de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA).

Ainda segundo a polícia, a mãe da jovem chegou a relatar que notou uma mudança de comportamento do suspeito a partir do momento em que a garota começou a entrar na adolescência. "Manifestação de ciúme, alguns presentes. Mas ela (mãe) não chegou a notar alguma conotação libidinosa", explicou a delegada.

Após anos de abuso, a criança revelou para a mãe o que sofria do padrasto. Isso aconteceu após o suspeito tentar imputar que uma terceira pessoa, e não ele, abusava da menina.

"Depois de perceber que alguém estava sendo acusado injustamente por algo que não tinha cometido, e era uma pessoa do convívio da adolescente, ela tomou coragem e revelou o que passava para os familiares", disse a delegada.

A mãe, inclusive, também foi ameaçada pelo suspeito, seja de forma pessoal, ou por telefone. Após fazer o registro do Boletim de Ocorrência, uma nova vítima veio à tona: a filha biológica do homem. Ela mesma o denunciou na delegacia. 

A polícia segue na investigação do caso com a filha biológica do suspeito. Já para a enteada, o inquérito já foi cumprido por meio do mandado de prisão preventiva. 

O homem já tinha passagem na polícia pelos crimes de tráfico de drogas, ameaça, e há ainda a possibilidade de mais casos de violência sexual. A corporação afirmou que segue aberta para ouvir mais pessoas.

"É muito importante a gente reforçar a necessidade de procurar a polícia e denunciar no menor sinal de comportamento do seu filho ou filha. É importante para que essa conduta seja investigada para que a gente descubra se aquilo aconteceu ou não", finailzou a delegada.

Veja também

Sono regenerador: chave para uma vida saudável
SAÚDE E BEM-ESTAR

Sono regenerador: chave para uma vida saudável

Valdemar afirma ter sido comunicado por Tarcísio sobre filiação ao PL: 'Ele vem antes das eleições'
troca de partido

Valdemar afirma ter sido comunicado por Tarcísio sobre filiação ao PL: 'Ele vem antes das eleições'

Newsletter