Homem é preso no Sertão suspeito de matar a tia

Suspeito estava em um ônibus em Ouricuri no momento da abordagem policial

O suspeito estava embarcando em um ônibus interestadual no momento da abordagem e informou que seguiria para AlagoasO suspeito estava embarcando em um ônibus interestadual no momento da abordagem e informou que seguiria para Alagoas - Foto: Divulgação/PRF

Um homem de 38 anos, que não teve o nome revelado, suspeito de assassinar a própria tia no Distrito Federal, em Brasília, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal de Pernambuco (PRF /PE) em uma estação rodoviária do município de Ouricuri, no Sertão de Pernambuco. A prisão ocorreu na noite desta sexta-feira (9).

Segundo a PRF a tia do suspeito tinha 68 anos e foi brutalmente assassinada dentro da casa de parentes, na manhã da quinta-feira (8). A polícia informou, ainda, que após o crime, o homem embarcou em um ônibus com destino ao Piauí e depois pegou outro coletivo em direção a Pernambuco.

Leia também:
Preso perigoso bando responsável por tráfico e homicídios em Olinda
Quadrilha suspeita de tráfico e homicídios em Paudalho é alvo de operação
Suspeito de tráfico é preso com crack embalado com adesivos de Thor no Recife


Com o apoio da Polícia Civil do Distrito Federal e da PRF do Piauí, os policiais conseguiram descobrir o itinerário da viagem e localizar o homem em Ouricuri. O suspeito estava embarcando em um ônibus interestadual no momento da abordagem e informou que seguiria para Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e em seguida para o estado de Alagoas. 

Após a prisão, o homem foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil da região e transferido de volta à Brasília, onde deve ficar à disposição da justiça que vai investigar a motivação do crime.

Veja também

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"
Coronavírus

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres
Equidade

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres