Homem mata esposa a facadas em Buenos Aires, Zona da Mata

Severino Porfírio da Silva, de 44 anos, assassinou a golpes de peixeira sua esposa, Luciene Severina da Silva, 38, e se matou em seguida.

Severino Porfirio da Silva, de 42 anos, matou a esposa Lucilene Severina da Silva, 36, com golpes de faca peixeira e depois se matou.Severino Porfirio da Silva, de 42 anos, matou a esposa Lucilene Severina da Silva, 36, com golpes de faca peixeira e depois se matou. - Foto: Reprodução / Facebook

Um caso de feminicídio foi registrado no município de Buenos Aires, na Zona da Mata, na tarde deste sábado (12). Um indivíduo identificado como Severino Porfírio da Silva, de 44 anos, assassinou a golpes de peixeira sua esposa, Luciene Severina da Silva, 38, e se matou em seguida.

Segundo informações da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), que instaurou inquérito para apurar o crime, Severino teria chegado em casa embriagado no momento que Luciene recebia uma ligação pelo celular. Enciumado, Severino teria questionado quem estava ligando para ele e ela teria tirado o chip do celular, dando início à briga que acabaria com a morte de Luciene, a facadas. Segundo relato da PCPE, filha da vítima que também estava no local, tentou impedir e saiu para pedir ajuda, mas ao voltar para casa, já encontrou o casal sem vida.

Leia também:
Trio é preso após tiroteio e perseguição policial em São Lourenço da Mata
Corpo é encontrado em vala na BR-104, em Caruaru
Jovem baleado em arrastão continua em estado grave no RJ


"O corpo de Severino estava próximo ao de Luciene e com a faca encravada no pescoço, provavelmente ele tenha cometido suicídio. O fato aconteceu na residência do casal e de acordo com informações preliminares, ele era ciumento, os dois sempre discutiam e pessoas próximas dela não tinham informação se ele já havia realizado alguma violência contra ela. O caso ficará com a delegacia de Buenos Aires", informa a nota da Polícia Civil.

Veja também

Alemanha deve ampliar lockdown até meados de fevereiro
CONFINAMENTO

Alemanha deve ampliar lockdown até meados de fevereiro

Petrolina realiza ato para a primeira vacinação da Covid-19
SERTÃO

Petrolina realiza ato para a primeira vacinação da Covid-19