Homem morre eletrocutado ao furtar farmácia desativada no Espinheiro

Segundo informações da Polícia Militar, o indivíduo entrou durante a madrugada na loja com outros suspeitos para furtar a fiação

Homem morre ao tentar roubar farmáciaHomem morre ao tentar roubar farmácia - Foto: Jose Britto/Folha de Pernambuco

Um homem morreu eletrocutado ao furtar equipamentos de uma farmácia desativada nesta terça-feira (21), na rua Quarenta e Oito, no bairro do Espinheiro, na Zona Norte do Recife. Segundo informações da Polícia Militar, o indivíduo entrou durante a madrugada na loja com outros suspeitos para furtar a fiação.

Identificado por populares apenas como Peixada, o homem teria cerca de 28 anos. Ele, assim como os companheiros, costumavam dormir em frente à farmácia, que está fechada há dois meses. Os demais suspeitos fugiram do local com fios, motores e bancadas, um prejuízo estimado, segundo o proprietário do prédio, em R$ 100 mil.

Leia também:
Cabo da PM é morto durante assalto a padaria no Cordeiro
Estudante é morto dentro de banheiro de escola no Cabo

Os suspeitos entraram por um buraco feito pelos próprios em uma coluna do prédio. Relatos de moradores da área são de que o grupo invadiu a farmácia durante a madrugada e estacionou carroças para levar os objetos furtados. "Quando viram que um morreu foram embora", disse um vizinho, que não quis se identificar.

Moradores também reclamam da falta de segurança e afirmam que assaltos são comuns nas redondezas. "Há muito tempo vem ocorrendo esse tipo de assaltos na região. Eles invadem pontos comerciais e praticam furtos", disse o morador André Malta.

Equipes da Polícia Científica, do Instituto de Medicina Legal (IML) e da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foram acionadas ao local. O corpo da vítima será encaminhado ao IML do Recife.

Veja também

Unidade móvel oferece mamografia gratuita em Paulista
Saúde

Unidade móvel oferece mamografia gratuita em Paulista

Com doses da vacina de Oxford já no Rio, distribuição deve começar este sábado
Astrazeneca/Oxford

Com doses da vacina de Oxford já no Rio, distribuição deve começar este sábado