Homens encapuzados matam comissária de bordo em Paulista

Dinoráh Cristina Barbosa da Silvam de 35 anos, estava amentando o filho quando foi executada

Sede do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP)Sede do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Polícia Civil investiga o assassinato da comissária de bordo Dinoráh Cristina Barbosa da Silva, de 35 anos. Ela estava amentando o filho, um bebê de 5 meses, quando foi morta a tiros, na madrugada desta quinta-feira (24), no bairro de Maranguape 2, em Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com testemunhas, a porta do imóvel foi arrombada por dois homens encapuzados.

Assustada e pensando se tratar de um assalto, a vítima chegou a oferecer a bolsa e alguns pertences, mas foi baleada. Familiares acreditam que o crime tenha relação com uma briga entre ela e o ex-namorado, um copiloto de avião, por conta da pensão alimentícia do bebê, filho do casal.

Leia também:
Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização
Feminicídio tem queda neste mês de 50% em relação a maio de 2018


O suspeito já teria agredido a comissária e exigido que ela abortasse a criança no início da gestação. O caso segue sob investigação da 7ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Nova Descoberta
Uma mulher identificada como Marta Maria dos Santos, 27 anos, foi morta por estrangulamento, dentro de casa, na madrugada desta quinta-feira (24), no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife. O companheiro da vítima, Jonatha Vasconcelos da Silva, 29, confessou o crime e acabou sendo preso em flagrante, em Gravatá, no Agreste de Pernambuco. Segundo familiares de Marta, ela estava grávida de dois meses, mas a polícia aguarda laudos do Instituto de Criminalística (IC) para confirmar a informação.

Veja também

Militares promovem capacitação de agentes para desinfecção de locais públicos em Garanhuns
Coronavírus

Militares promovem capacitação de agentes para desinfecção de locais públicos em Garanhuns

Justiça dobra multa ao Sintepe por descumprimento de liminar que proíbe greve; valor é de R$ 100 mil
Pernambuco

Justiça dobra multa ao Sintepe por descumprimento de liminar que proíbe greve; valor é de R$ 100 mil