Recife

Hospital das Clínicas reagenda pacientes que não realizaram consultas e exames nesta quarta (25)

Atendimento poderá ser reagendado via internet ou presencialmente

Hospital das Clínicas da UFPE/EbserhHospital das Clínicas da UFPE/Ebserh - Foto: Arthur Mota/Arquivo Folha

Pacientes que estavam com consultas e exames agendados para esta quarta-feira (25), no Hospital das Clínicas (HC), na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, mas não puderam comparecer devido às fortes chuvas poderão remarcar o atendimento via internet ou presencialmente

Quem havia agendado pela Central de Marcação do HC, devem enviar um e-mail para o endereço [email protected], informando nome, número do prontuário, especialidade ou exame perdido e número de telefone para contato. 

Pacientes que tinham marcação para a primeira consulta no HC devem entrar em contato com a Secretaria de Saúde do município onde moram para realizar o reagendamento. Já aqueles que estavam agendados para consultas de retorno devem procurar o ambulatório específico para remarcação por telefone.
 


De acordo com a gestão da unidade de saúde, quem mora próximo ao hospital pode realizar o reagendamento no mesmo setor em que havia agendado anteriormente. Para quem não tem e-mail, internet ou mora longe, pode solicitar que o pedido de remarcação seja enviado pela secretaria municipal de saúde da cidade onde mora.

O Hospital das Clínicas informou que os pacientes remarcados serão atendidas em breve, mas não divulgou um prazo. A unidade de saúde alertou que as medidas poderão ser adotadas novamente caso as chuvas persistam e provoquem alagamentos que dificultem o acesso ao hospital.

Veja também

Polícia indicia madrasta por envenenar enteados; perícia diz que ela tentou apagar rastro em celular
RIO DE JANEIRO

Polícia indicia madrasta por envenenar enteados; perícia diz que ela tentou apagar rastro em celular

Rússia planeja explorar divisão de opiniões europeias sobre a Ucrânia, afirma relatório
Guerra na Ucrânia

Rússia planeja explorar divisão de opiniões europeias sobre a Ucrânia, afirma relatório