Hospital Ulysses Pernambucano realiza carnaval inclusivo com pacientes

No hospital, carnaval chega a sua 39º edição

Com o tema 'A saúde tá pouca, mas eu quero minha alta', pacientes do Hospital Ulysses Pernambucano aproveitam bloco de carnavalCom o tema 'A saúde tá pouca, mas eu quero minha alta', pacientes do Hospital Ulysses Pernambucano aproveitam bloco de carnaval - Foto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

Dando continuidade a uma tradição de 39 anos, nesta quarta-feira (20), a Sociedade Pernambucana de Psiquiatria promove o carnaval inclusivo no Hospital Ulysses Pernambucano (HUP), trazendo a orquestra do Galo da Madrugada para os 115 pacientes pelo segundo ano consecutivo.

De acordo com Ruth Bonow, diretora do HUP, a instituição tem o objetivo de oferecer um tratamento humanizado aos internos, que permanecem, no máximo, 15 dias internados no local. Nesse contexto, o Carnaval também se apresenta como um artifício para gerar a inclusão e a vivência dos pacientes para além das quatro paredes do hospital.

Leia também:
Foliões terão estacionamentos gratuitos e vans no Bairro do Recife para o Carnaval
Central do Carnaval terá núcleo de apoio às mulheres; e arena, cardápio em Braille
Torre Malakoff recebe feira de Carnaval com shows, moda e gastronomia


Katia Petribu, presidente da Sociedade Pernambucana de Psiquiatria, reiterou a importância do bloco para a conexão dos pacientes com a cultura local. Mesclando a atmosfera do hospital com muita folia, cores e frevo, o bloco contou até com a participação dos bonecos gigantes de Ulysses Pernambucano, Nise da Silveira e antigos residentes do hospital.

Erivaldo Braz, 45, antigo paciente do HUP

Erivaldo Braz, 45, antigo paciente do HUP - Crédito: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

Para os pacientes, a experiência foi transformadora. Erivaldo Braz, 45 anos, foi paciente do hospital de 1994 a 2006 e volta com frequência para participar das festividades. O antigo residente, que também é artista, revela que a folia carnavalesca o ajuda a abrir a mente.

Veja também

Linhas do TI Joana Bezerra que deveriam operar com redução de passageiros seguem com lotação
Ônibus

Linhas do TI Joana Bezerra que deveriam operar com redução de passageiros seguem com lotação

Após críticas, Ministério da Saúde retira do ar aplicativo que indicava remédios sem eficácia
Coronavírus

Após críticas, Ministério da Saúde retira do ar aplicativo que indicava remédios sem eficácia