condenação

Hunter Biden, filho do presidente dos EUA, é condenado por compra ilegal de arma

A pena do crime pode chegar a 25 anos de prisão e uma multa de US$ 750 mil

Um monitor de televisão mostra o veredicto do julgamento de Hunter Biden na Brady Press Briefing Room da Casa Branca em WashingtonUm monitor de televisão mostra o veredicto do julgamento de Hunter Biden na Brady Press Briefing Room da Casa Branca em Washington - Foto: Saul Loeb/AFP

Hunter Biden, filho do presidente americano, Joe Biden, foi condenado nesta terça-feira,11, por um júri do Estado do Delaware, nos EUA, por compra ilegal de arma quando era usuário de drogas, em 2018. O juiz do caso ainda precisa determinar a pena, que pode chegar a 25 anos de prisão e uma multa de US$ 750 mil.

Os promotores disseram que ele mentiu em um formulário ao comprar um revólver Colt Cobra em outubro de 2018, declarando que não era usuário ou viciado em drogas, apesar de ter problemas com crack.

Hunter se declarou inocente de acusações criminais que incluíam mentir sobre seu vício quando preencheu um documento de triagem do governo para o revólver. Ele ficou com a arma ilegalmente por 11 dias. É a primeira vez que um filho de um presidente americano é condenado em uma ação penal.

Veja também

Herdeiro bilionário é condenado a pagar US$ 900 milhões a vítimas de abusos sexuais
CRIME

Herdeiro bilionário é condenado a pagar US$ 900 milhões a vítimas de abusos sexuais

Professores e técnicos da Educação Básica aceitam proposta do governo para encerrar greve
EDUCAÇÃO

Professores e técnicos da Educação Básica aceitam proposta do governo para encerrar greve

Newsletter