I Love Cafusú transforma sua prévia em baile de debutantes

Bloco é realizado nesta sexta-feira (2) com atrações como Banda Musa, Olodum e Tati Quebra-Barraco

Musa canta seus sucessos na prévia carnavalescaMusa canta seus sucessos na prévia carnavalesca - Foto: Divulgação

Um dos blocos carnavalescos mais irreverentes de Pernambuco está completando 15 anos em 2018. Para comemorar, o I Love Cafusú transforma sua tradicional prévia em um baile de debutantes. A festa ocorrem, nesta sexta-feira (2), a partir das 22h, no Clube Internacional do Recife.

Neste ano, a prévia conta com atrações de diversas partes do Brasil. "Trazer o Olodum (BA) era um sonho antigo. Dessa vez conseguimos e eu acho que será um show apoteótico, cheio de brasilidade. Em 2017, colocamos funk na programação e foi um sucesso. Agora, a gente aposta na Tati Quebra-Barraco (RJ), dando espaço para a voz de uma mulher negra, favelada e empoderada", destaca Luísa Accetti, uma das diretoras do bloco.

Leia também:
Iemanjá abençoa o Siri na Lata
Maquiagem de Carnaval pede cores fortes e glitter; confira
Ensaio faz campanha contra o assédio no Carnaval

Representando a música pernambucana, a banda de brega Musa também integra o time de atrações, prometendo canções como "Podem até nos separar" e "Não sabe". Já a apresentação da festa fica sob a responsabilidade do ator Jeison Wallace, que encarna sua famosa personagem Cinderela. Ingressos a R$ 100, R$ 80 - com um quilo de alimento não perecível - e R$ 50 (meia-entrada).

Serviço:

Prévia do I Love Cafusú 2018
Nesta sexta-feira (2), às 22h
No Clube Internacional do Recife (Rua Benfica, 505, Madalena)
Ingressos: R$ 100, R$ 80 + 1kg de alimento não-perecível (social) e R$ 50 (meia-entrada)
Informações: (81) 3071-6650

Veja também

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana
Mariana

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT
mercosul

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT