Combate à Covid-19

Idosa de 91 anos é a primeira a receber vacina da Oxford/AstraZeneca no Recife

Cerimônia simbólica, que vacinou 10 pessoas durante esta terça-feira (26), ocorre no Compaz Ariano Suassuna, no bairro do Cordeiro

Dona Maria das Neves, de 92 anos, primeira a ser imunizada, com a filha, LúciaDona Maria das Neves, de 92 anos, primeira a ser imunizada, com a filha, Lúcia - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Os 10 primeiros idosos que realizaram o pré-cadastro no Conecta Recife, aplicativo que está agendando a vacinação, receberam, nesta terça-feira (26), a primeira dose da imunizante contra a Covid-19 Oxford/AstraZeneca no Compaz Ariano Suassuna, no bairro do Cordeiro. 

Há uma semana de completar 92 anos, Dona Maria das Neves foi primeira a ser imunizada e estava ansiosa. Sua filha, Lúcia Valença, 50, foi quem realizou o seu cadastro. "O cadastro foi super simples, rápido e tranquilo. Ficamos felizes quando recebemos a ligação, para que ela viesse hoje ser vacinada", contou Lucia.

Assim que recebeu a primeira dose, Maria das Neves ficou animada com a possibilidade de poder voltar a abraçar os filhos, coisa que não faz há quase um ano. "Me sinto mais segura agora para abraçar meus filhos e netos, mas não vamos relaxar nos cuidados", garantiu das Neves. "Agora já quero ver meus filhos, que são todos idosos também, vacinados", complementou Maria.

Já Anatil Wanderley, de 91 anos, estava acompanhada no neto, Théo Wanderley, e da filha, Tereza Wanderley.

 

Vacina da Oxford/AstraZeneca

Théo foi quem fez o cadastro da avó. "Assim que soube do cadastro pelo aplicativo, baixei logo e já a cadastrei. Estou com ela desde março e tenho feito tudo com ela. Estou contente que finalmente podemos ver uma luz no meio disso tudo", disse.

Animada para receber a primeira dose da vacina, Anatil já não vê a hora de receber a segunda. "Já tem data para a segunda dose?", questionou Anatil,  brincando. E completou dizendo que a vacina é uma chance de continuar vivendo.

De acordo com a secretária de saúde do Recife, Luciana Albuquerque, quem não conseguiu fazer o download do aplicativo ou não tem acesso à internet não precisa se preocupar, pois é possível fazer esse cadastro de forma presencial, indo até um posto de saúde mais próximo de casa ou a um dos centros de vacinação para receber orientações ou realizar o cadastro. "Idosos de 85 anos ou mais não vão ficar desassistidos se não tiverem acesso ao aplicativo. Mas é muito importante se algum filho ou neto em casa puder fazer esse cadastro pela plataforma, porque já evita a exposição do idoso", disse.

Veja também

Robôs de companhia confortam japoneses durante a pandemia
Solidão

Robôs de companhia confortam japoneses durante a pandemia

Saiba as restrições que começam a valer a partir desta sexta-feira (26) em 63 cidades de Pernambuco
Coronavírus

Saiba as restrições que começam a valer a partir desta sexta (26) em 63 cidades de Pernambuco