Alemanha

Igreja alemã é condenada a pagar 300.000 euros a vítima de abusos sexuais

Vítima sofreu mais de 300 abusos desse sacerdote nos anos 1970

Catedral de Colônia, AlemanhaCatedral de Colônia, Alemanha - Foto: Reprodução

A Arquidiocese de Colônia foi condenada, nesta terça-feira (13), a pagar uma indenização de 300.000 euros (aproximadamente R$ 1,6 milhão, na cotação atual) a um homem que sofreu inúmeros abusos sexuais de um padre católico nos anos 1970.

A vítima, atualmente com 62 anos, sofreu mais de 300 abusos desse sacerdote.

O tribunal de Colônia, no oeste da Alemanha, condenou a arquidiocese, à qual o padre servia, a pagar 300.000 euros (aproximadamente R$ 1,6 milhão) à vítima, assim como assumir eventuais futuros tratamentos em caso de danos psicológicos, indicou um porta-voz do tribunal.

A vítima pedia uma indenização de 750.000 euros (aproximadamente R$ 4 milhões). À decisão ainda cabe recurso.

A arquidiocese não pôs em dúvida os fatos imputados ao sacerdote, nem tentou argumentar que eles já estavam prescritos.

Até a data, as vítimas desses tipos de abusos na Alemanha receberam indenizações em um valor total de 40 milhões de euros (aproximadamente R$ 210 milhões), dos quais 28 milhões (aproximadamente R$ 147 milhões) somente em 2022.

Segundo uma pesquisa acadêmica apresentada em 2018, pelo menos 3.677 menores foram vítimas de violência sexual por membros do clero na Alemanha entre os anos de 1946 e 2014.

Acredita-se, no entanto, que o número real seja muito maior, já que os autores do estudo não tiveram acesso a todos os arquivos.

Desde então, todas as dioceses alemãs iniciaram investigações independentes para tentar esclarecer a amplitude do problema.

Veja também

ONU alerta que faltam 'muitas questões a resolver' antes da COP29
COP29

ONU alerta que faltam 'muitas questões a resolver' antes da COP29

FMI aprova desembolso de US$ 800 milhões para Argentina
Argentina

FMI aprova desembolso de US$ 800 milhões para Argentina

Newsletter