Impressões que servem para municiar início de trabalho no Náutico

Entre destaques individuais e pontos vulneráveis, Náutico abastece novo treinador, Milton Cruz, para começar ajustes

Tiago Cardoso deixou o Náutico de forma surpreendenteTiago Cardoso deixou o Náutico de forma surpreendente - Foto: Anderson Stevens/arquivo folha

 

Do alto de um dos camarotes do Arruda, o novo técnico do Náutico, Milton Cruz, acompanhou o triunfo dos alvirrubros por 2x0, diante do Belo Jardim, pelo Campeonato Pernambucano. O resultado e a forma como ele foi construído serviram para o treinador tirar suas primeiras impressões sobre o time. Ele viu uma boa exibição de um atleta que anda recebendo críticas, encheu os olhos com uma jovem promessa e percebeu algumas falhas que precisam ser corrigidas para que o Timbu consiga emplacar uma sequência positiva na temporada.
Antes de a bola rolar, Milton Cruz fez sua avaliação inicial sobre o que estava impedindo o crescimento do Náutico em 2017. “Pelo que estou vendo, está faltando confiança. Vou procurar passar isso para eles”, comentou. “Temos muitos jovens, mas podemos mesclar isso com a experiência de Tiago Cardoso e Marco Antônio”, completou.

Foi justamente a boa interação entre juventude e maturidade que ajudou o Náutico contra o Calango. Questionado após falhas seguidas, o goleiro Tiago Cardoso fez uma partida segura, com pelo menos duas ótimas defesas - ganhando até aplausos da torcida. Lá na frente, o destaque foi Erick. O prata da casa participou da jogada do primeiro gol, feito por Marco Antônio, e ainda marcou o segundo, em cobrança de penalidade. O seu primeiro como profissional.

“Ele (Tiago Cardoso) estava precisando disso. Não tenha dúvidas que é um grande goleiro e vai nos ajudar bastante. Já Erick tem personalidade forte. Com a característica que tem, não pode ficar desperdiçado na linha de lado. Pedi para ele jogar mais por dentro. É um garoto de qualidade, diferenciado”, declarou o técnico interino, Levi Gomes.

Milton ficou contente com a atuação da dupla, mas os 90 minutos de jogo também apresentaram alguns problemas que precisam ser solucionados. O Timbu deu espaço nas laterais, levando vários contra-golpes. Exagerou nos lançamentos longos e não conseguiu criar muitas chances de perigo - com exceção das jogadas individuais de Erick.

Com a vivência de já ter trabalhado com Milton Cruz em 2003, na época em que jogava no São Paulo, o meia Marco Antônio contou o que o técnico pode esperar do elenco daqui para frente.

“Ele terá um grupo bom na mão. Não tem sacanagem aqui, ninguém de corpo mole ou cara feia. Milton já assumiu o São Paulo muitas vezes de forma interina. É um cara que dará uma energia nova. Sempre teve voz forte lá, tanto nas contratações como nas informações para os treinadores. Acredito que ele vai absorver muito das coisas que aprendeu com outros técnicos”, apontou.

Maylson
Após ser afastado dos treinamentos por conta de uma confusão envolvendo ele e o então auxiliar técnico do clube, Wilton Bezerra, o volante Maylson foi reintegrado ontem ao elenco do Náutico. Em nota divulgada no Twitter, o Timbu comunicou que o jogador se desculpou com os atletas, membros da comissão técnica e funcionários da instituição. Com isso, o jogador ficará à disposição do técnico Milton Cruz para a sequência da temporada.

 

Veja também

Biden vai retirar todas as tropas dos EUA do Afeganistão até 11 de setembro
Internacional

Biden vai retirar todas as tropas dos EUA do Afeganistão até 11 de setembro

México começa a recrutar voluntários para testar sua vacina anticovid
Vacinas

México começa a recrutar voluntários para testar sua vacina anticovid