Inaugurada Estação Cais do Imperador

Espaço de convivência à margem do rio Capibaribe entrou em operação, nesta sexta, no Centro do Recife

Píer criado para receber o imperador Dom Pedro II no século 18 foi transformado na estação ecoturísticaPíer criado para receber o imperador Dom Pedro II no século 18 foi transformado na estação ecoturística - Foto: Arthur de Souza

 

Aos poucos, novas áreas de convivência às margens do rio Capibaribe começam a sair do papel. Nesta sexta-feira (21), um antigo ponto turístico do Recife foi reinaugurado. O píer criado para receber o imperador Dom Pedro II e sua família no século 18, na avenida Martins de Barros, defronte à praça 17 (bairro de Santo Antônio), foi transformado na estação ecoturística Cais do Imperador.


 O Cais do Imperador, onde também funcionou uma subestação para ônibus elétricos, conta com uma área total de 598 metros quadrados que contempla um terraço de contemplação do Capibaribe, arquibancada para eventos, cafeteria, painéis informativos contando a história do espaço e de suas adjacências, além de mais dois prédios reformados que futuramente abrigarão um setor de informações turísticas e ambientais e uma bilheteria para um prometido serviço de passeio fluvial.

A cafeteria, da marca Deltaexpresso, ainda não tem data oficial de inauguração, mas os franqueados informam que funcionará em esquema soft opening, de domingo a domingo, das 8h às 18h. Durante esse período será avaliada a possibilidade de extensão do horário de funcionamento, sobretudo no fim de semana, e de oferecimento outros serviços, como atrações musicais.
Transformação

Simultaneamente, teve início no bairro do Derby a Ativação Capunga, evento promovido pela Prefeitura do Recife em parceria com o grupo multidisciplinar Inciti, da UFPE - que promove pesquisa voltada para a inovação urbana - e organizações não governamentais para que o público experimente mais um local na beira do principal afluente da cidade e contribua com propostas de ocupação do espaço.
A área à beira do Capibaribe, reduto dos animais que dão nome ao rio, as capivaras, e que quase se transformou em ruas asfaltadas, é palco, desde esta sexta à noite, de um evento que visa atrair a população para viver uma experiência sustentável de lazer, esportes e cultura. A Ativação Capunga, que acontece no Derby, próximo ao Hospital da Polícia Militar, traz neste sábado, às 17h, um debate sobre o processo de idealização e prototipagem urbana.
No espaço foram montados bancos de pallets com jardineiras integradas e uma praça de alimentação com mobiliário de mesmo material. O comércio de comidas e bebidas é operado por food trucks. O entorno conta ainda com área para jogos e brincadeiras.

 

Veja também

Macapá proíbe aglomerações após aumento de casos da covid-19
coronavírus

Macapá proíbe aglomerações após aumento de casos da covid-19

Projeto da Central Única das Favelas entrega chips de celular a estudantes bolsistas da Unicap
Inclusão digital

Projeto da Central Única das Favelas entrega chips de celular a estudantes bolsistas da Unicap