Incêndio atinge Centro de Informatica da UFPE

Segundo o Corpo de Bombeiros, que foi acionado por volta das 8h10, três viaturas da corporação foram enviados ao local e as chamas já foram controladas.

Incêndio atinge Centro de Informática da UFPEIncêndio atinge Centro de Informática da UFPE - Foto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco

Um incêndio atingiu o Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no campus da instituição no Recife, na manhã desta quinta-feira (2). Segundo o Corpo de Bombeiros, que foi acionado por volta das 8h07, três viaturas da corporação foram enviados ao local e as chamas foram controladas por volta das 10h40.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio foi gerado em uma das salas no terceiro andar do prédio que ficou em chamas. Os agentes de combate ao incêndio continuam no local realizando a avaliação da área atingida. Ainda não é possível afirmar a causa do fogo. 

Leia também:
Bombeiros controlam incêndio em mercadinho no Recife
Professores da UFPE produzem álcool 70%
Incêndio atinge antiga fábrica da Pilar no Recife


Um servidor da universidade, que não quis se identificar, relatou que percebeu o cheiro da fumaça por volta das 7h da manhã.

Segundo a assessora do CIn, Silvia Matos, nas salas atingidas funcionava  um laboratório de pesquisa e desenvolvimento, específica para servidores. "É uma sala onde só funcionam máquinas e computadores. Como as máquinas não são desligadas, o incêndio foi iniciado nos próprios equipamentos", afirmou. Ainda segundo ela, a suspeita é que um curto-circuito tenha provocado o incêndio. 

O aspirante Breno Gusmão informou que o corpo de bombeiros agiu de forma rápida e evitou o alastramento do fogo pelo prédio. "O incêndio ocorreu no terceiro pavimento. Pelo tamanho da edificação, o incêndio poderia ser de grande complexidade, mas o controle do fogo foi iniciado ainda na fase de propagação, o que evitou estragos maiores", explicou Gusmão.

Diretor do Centro Informática da UFPE, André Santos acredita que o incêndio pode causar uma demora no desenvolvimento de pesquisas. "Pode ocorrer alguma atraso nas pesquisas, porque vai ocorrer a perícia, a avaliação dos prejuízos materiais, recuperação do espaço e das máquinas", informou André.

O diretor do centro disse ainda que a sala é preparada apenas para abrigar as máquinas, com condições de temperatura ideais, e que a suspeita de curto-circuito só pode ser confirmada depois da perícia que vai ser feita ainda na tarde desta quinta, pela Polícia Federal. Ele acredita que não houve comprometimento da estrutura do prédio, já que o fogo ficou limitado a duas salas. Ninguém ficou ferido.

Veja também

Entenda como o PIB da China cresceu 18% no primeiro trimestre
Economia

Entenda como o PIB da China cresceu 18% no primeiro trimestre

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco
Folha de Pernambuco

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco