OLINDA

Prédio residencial desaba em Jardim Atlântico; há presos nos escombros

Parte do imóvel desabou com as chamas; corpo de bombeiros atua no local

Incêndio e desabamento em Jardim Atlântico, OlindaIncêndio e desabamento em Jardim Atlântico, Olinda - Foto: Paullo Almeida/Folha de Pernambuco

Um prédio residencial de quatro pavimentos localizado no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda, Região Metropolitana do Recife, desabou na noite desta quinta-feira (27). Parte do edifício, localizado na Rua Acapulco, pegou fogo após o desabamento. 

Até à 0h30 desta sexta (28), quatro pessoas (três mulheres e um homem) e um cachorro foram resgatadas com vida dos escombros. Um óbito foi confirmado; segundo os bombeiros, a vítima é um homem. 

Entre as vítimas resgatadas com vida, duas estavam em estado grave e foram resgatadas para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, também na Região Metropolitana; outras duas tiveram apenas ferimentos leves

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a corporação foi acionada às 22h08 e viaturas da corporação chegaram ao local por volta das 22h35. Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), agentes da Polícia Militar e da Defesa Civil de Olinda também se destinaram ao local minutos após o acidente, que, de acordo com vizinhos do prédio, aconteceu pouco antes das 22h. 

Moradores da Rua Acapulco afirmam, ainda, que o Edifício Leme estava condenado e foi ocupado há pelo menos dez anos. O prédio tinha dezesseis apartamentos, sendo quatro por pavimento. Ao menos 11 pessoas estariam no local no momento da tragédia. 

Vizinhos do edifício relatam que ouviram o barulho do desabamento e, em seguida, escutaram gritos e pessoas chorando entre os escombros. “Estava dentro de casa e me assustei quando ouvi o barulho. Logo depois começou o incêndio, deu pra ouvir choro e muita gritaria. Este prédio estava abandonado há muitos anos, mas ocuparam para morar”, relatou Maíra Valença, vizinha do prédio.

Segundo relatos, um incêndio de grandes proporções teve início após o desmoronamento. “Eu estava na minha casa quando ouvi o primeiro estrondo. Não sabia o que era, só vi uma fumaça preta. Quando desci, vi que havia sido no prédio e vim com um amigo ver o que tinha acontecido. Tentamos isolar a área para afastar os curiosos e ligamos para os bombeiros”, contou Osvaldo Souza, funcionário da prefeitura de Olinda.

Pelas redes sociais, a Governadora de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), e o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), se manifestaram. “Ficaremos atentos ao trabalho. O Governo de Pernambuco prestará todo o apoio necessário”, disse a chefe do executivo estadual. 

“Estamos mobilizados para prestar toda assistência para as vítimas do Edifício Leme, que desabou em Jardim Atlântico. Todas as secretarias de Olinda seguem de prontidão para ajudar no que for preciso”, tuitou o prefeito do município. 
 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Folha de Pernambuco (@folhape)

 

Veja também

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália
ATENTADO

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump
MANIFESTAÇÃO

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump

Newsletter