Incêndio consome parque estadual com sítio arqueológico no Pará

Fogo, que começou no último sábado (5), destrói parte da área conhecida como Serra da Lua, um dos sítios arqueológicos do parque estadual

Pintura rupestre dos sítios arqueológicos do Parque Estadual de Monte AlegrePintura rupestre dos sítios arqueológicos do Parque Estadual de Monte Alegre - Foto: Divulgação/Iphan

Uma equipe de militares do Corpo de Bombeiros Militar de Santarém, na região oeste do Pará, foi deslocada para o município de Monte Alegre na manhã deste domingo (6), para ajudar no combate ao incêndio que atinge o Parque Estadual de Monte Alegre.

O fogo começou nesse sábado (5) e destrói parte da área conhecida como Serra da Lua, um dos sítios arqueológicos do parque estadual. As equipes no local estão fazendo um levantamento para saber a dimensão da área atingida e ter uma noção do alcance do fogo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas estão em progressão mais lenta, já que está contra o vento, o que favorece a ação das equipes de combate. Ainda esta tarde, um segundo grupo de militares será deslocado de Santarém, levando mais equipamentos.

Leia também:
Focos de incêndio na Amazônia caíram 16% em setembro
Incêndio destrói capela histórica em Diamantina
Incêndios na Amazônia afetam crianças e custam R$ 1,5 milhão ao SUS

Monte Alegre
O município de Monte Alegre, que fica a cerca de 3h30 em viagem de balsa de Santarém, é conhecido pelo seu potencial arqueológico.

O Parque pertence à Área de Proteção Ambiental Paytuna, e está sob a gestão do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio).

Veja também

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista
Coronavírus

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria
internacional

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria