Vacina

Índia satisfeita com início da campanha de vacinação

A Índia é o país mais afetado, depois dos Estados Unidos, pela pandemia com mais de 10,5 milhões de casos registrados e 152.000 mortes

Para esta campanha, a Índia utiliza as vacinas Covaxin e CovishieldPara esta campanha, a Índia utiliza as vacinas Covaxin e Covishield - Foto: Sam PANTHAKY/AFP

O início da campanha de vacinação contra a covid-19 foi um sucesso na Índia, com mais de 190.000 pessoas vacinadas, anunciou o ministério da Saúde.

A Índia, o segundo país mais populoso do planeta atrás da China, com 1,3 bilhão de habitantes, quer vacinar antes do fim de julho 300 milhões de pessoas, quase o equivalente à população dos Estados Unidos.

Para esta campanha, a Índia utiliza as vacinas Covaxin e Covishield.
 

A Covaxin, desenvolvida pelo gigante indiano Bharat Biotech, foi autorizada mesmo sem concluir os ensaios humanos de terceira fase, o que gera desconfiança.

A Covishield é uma versão desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford, fabricada no Serum Institute de India, o maior fabricante de vacinas do mundo.

"Temos ecos animadores e satisfatórios do primeiro dia", declarou no sábado o ministro indiano da Saúde, Harsh Vardhan.

"A vacina será um Sanjeevani (salva-vidas)", acrescentou.

A Índia é o país mais afetado, depois dos Estados Unidos, pela pandemia com mais de 10,5 milhões de casos registrados e 152.000 mortes.

No entanto, a taxa de mortalidade é uma das mais baixas do mundo.

Veja também

Primeiro caso da Covid-19 no Brasil completa um ano
Pandemia

Primeiro caso da Covid-19 no Brasil completa um ano

Alexandre Lopes é exonerado da presidência do Inep
Educação

Alexandre Lopes é exonerado da presidência do Inep