Inscrições para camarotes da acessibilidade começam nesta quarta

Ao todo, são três camarotes: um no Galo da Madrugada, outro em Olinda e o terceiro em Bezerros

Cadeira de rodasCadeira de rodas - Foto: Reprodução/Internet

As inscrições para os camarotes da acessibilidade no Carnaval 2017 abrem nesta quarta-feira (15), a partir das 8h. Ao todo, são três camarotes: um no Galo da Madrugada, outro em Olinda e o terceiro em Bezerros.

Os interessados devem entrar em contato com a ouvidoria da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, por meio dos telefones 3183-3075 ou 98494-1298. Os interessados também podem mandar mensagem pelo WhatsApp (exclusivamente destinado às pessoas surdas): 98494-2310. Ou ainda por email: [email protected]

O camarote da acessibilidade no Galo estará localizado na Avenida Sul, nas imediações do camarote oficial do Galo da Madrugada e do Mercado das Flores. São 120 vagas destinadas à Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência. Serão disponibilizadas 20 vans do PE Conduz para transportar os foliões até o local – partindo do antigo Recanto do Picuí (na Praça do Derby), às 7h, com retorno às 16h, para o mesmo local.

Em Bezerros, o camarote ficará localizado na Praça Duque de Caxias, S/N, na sede da Prefeitura, e funcionará nos dias 26, 27 e 28 de fevereiro, das 10h às 16h. São 20 vagas/dia destinadas à SEAD. Duas vans do PE Conduz farão para o transporte de pessoas com deficiência da cidade de Caruaru, com retorno ao final.

Em Olinda, o camarote da acessibilidade estará na avenida da Liberdade, esquina com a rua Doutor Justino Gonçalves – Praça do Carmo, funcionando nos dias 26, 27 e 28 de fevereiro, das 10h às 16h. São 40 vagas/dia destinadas à SEAD. Quatro vans do PE Conduz levarão os foliões, com saída do antigo Recanto do Picuí, na Praça do Derby, às 8h.

Veja também

Saiba quem é Caeleb Dressel, provável sucessor de Michael Phelps em Tóquio
Olimpíadas

Saiba quem é Caeleb Dressel, provável sucessor de Michael Phelps em Tóquio

Universidades brasileiras integram o ranking das melhores da América Latina
Educa Mais

Universidades brasileiras integram o ranking das melhores da América Latina