Notícias

Inspeção preventiva: cuidados simples para reforçar segurança dos motociclistas

Motociclista pode tomar cuidados simples no dia a dia para evitar acidentes ocasionados por problemas mecânicos

Pilotagem seguraPilotagem segura - Foto: Divulgação/Honda

Cuidados simples no dia a dia podem evitar ocasiões de acidentes de moto e devem fazer parte da rotina dos motociclistas, que podem garantir a segurança mecânica do veículo com a inspeção preventiva. Não é necessário ser um mecânico para verificar itens como pneus, cabos e parte elétrica.

O coordenador da unidade Recife do Centro Educacional de Trânsito Honda (CETH), Marcello Torres fala sobre a importância da inspeção. “Quando falamos de inspeção preventiva muitas vezes as pessoas acham que você precisa ser um mecânico ou um técnico para fazer o procedimento. Na realidade, a principal importância é a segurança e manter a moto em perfeitas condições de uso e evitar problemas no trânsito”, explica.

Leia também:
Especialista da Honda alerta para riscos de pilotar e beber
No trânsito, cruzamentos e ultrapassagens precisam de atenção

Mostrar-se visível no trânsito é fundamental para segurança dos motociclistas

“Enquanto você liga a moto para dar uma aquecida no motor você pode fazer uma inspeção. Temos uma estratégia chamada PCLOC”, acrescenta Marcelo. O PCLOC representa cinco cuidados básicos que ajudam na segurança das motos. Marcello Torres detalha cada letra que representa itens a serem verificados pelos pilotos.

- P é a verificação do pneu e de sua pressão. Se está murcho, careca, furado ou bom para andar. Deve ser calibrado de 15 a 20 dias.

- O primeiro C é a checagem dos comandos. Verificar se a embreagem e o freio estão com a folga correta e olhar se o reservatório do freio a disco baixou.

- L é a parte elétrica. O piloto deve ligar a moto e ver se o farol está funcionando. Em seguida, deve acionar as setas tanto para direita quando para esquerda, e a luz de freio.

- O é verificar o nível do óleo com a varetinha. O motociclista deve checar se tem combustível ou não no marcador da motocicleta. As motocicletas que não têm marcador podem ser verificadas com observação do tanque.

- O segundo C é a corrente de transmissão. É preciso checar se está bem lubrificada e com a folga adequada, de mais ou menos um centímetro.

“São dicas importantes e simples de serem realizadas para evitar acidentes nas estradas”, finaliza Marcello Torres. Embora problemas mecânicos sejam pouco comuns como razão de acidentes com motos, os motociclistas precisam ficar atentos para promover uma pilotagem mais segura.

Veja também

Valdemar afirma ter sido comunicado por Tarcísio sobre filiação ao PL: 'Ele vem antes das eleições'
troca de partido

Valdemar afirma ter sido comunicado por Tarcísio sobre filiação ao PL: 'Ele vem antes das eleições'

Buscas ao presidente prosseguem no Irã após acidente de helicóptero
Acidente

Buscas ao presidente prosseguem no Irã após acidente de helicóptero

Newsletter