Invasão de campo deve render punição ao Náutico

Torcedores ficaram revoltados após derrota por 2x0 para o Oeste

local-de-votacaolocal-de-votacao - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Perder, assim como as outras duas possibilidades de resultados no futebol, é natural. Principalmente em um esporte imprevisível. As circunstâncias e consequências, porém, interferem na dimensão da aflição provocada pela derrota. Imagine um clube que precisa vencer, em casa, um adversário que está lutando contra o rebaixamento. Isso, além de um tropeço de um rival em outro confronto, colocaria a equipe na Primeira Divisão. Para melhorar, o outro concorrente pelo acesso é derrotado. Desse jeito, o time deste exemplo dependeria apenas de si. Nesse cenário, uma derrota é bem mais dolorosa. E seu efeito, mais traumático. O “modelo” desta história não é mistério. Em campo, o Náutico sucumbiu perante o Oeste. Em curto prazo, a lamentação fica por conta do sonho despedaçado de voltar à Série A. Mas são as implicações futuras que tornam o resultado ainda mais amargo para os alvirrubros.

Antes mesmo do apito final, alguns torcedores alvirrubros invadiram a Arena de Pernambuco e intimidaram jogadores dos dois times. Um atleta do Oeste chegou a ser agredido. Cenas devidamente registradas na súmula do árbitro André Luiz de Freitas Castro. A tendência é que o Timbu seja denunciado e julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), enquadrado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de prevenção e repressão de invasão de campo. Além de uma multa financeira (de R$ 100 a R$ 100 mil), o clube corre o risco também de perder mando de campo de até 10 partidas.

Vale lembrar que o Náutico também deixou de ter um 2017 mais “recheado” financeiramente, Nesta temporada, o Timbu recebeu R$ 5 milhões de cota de televisionamento. Tal valor poderia ser até cinco vezes maior se o time estivesse na Série A do ano que vem.

Veja também

Confira a previsão do tempo para esta quinta (29) em Pernambuco
TEMPO

Confira a previsão do tempo para esta quinta (29) em Pernambuco

Bolsonaro revoga decreto que explora a concessão de UBS
saúde

Bolsonaro revoga decreto que explora a concessão de UBS