Investigado por cinco homicídios, 'Feio' é preso em Ipojuca

Felipe José da Silva, conhecido como Feio, nunca havia sido preso, mas era temido pelos moradores da região por ser bastante violento

Coletiva da PCPE sobre a prisão de Felipe José da SilvaColetiva da PCPE sobre a prisão de Felipe José da Silva - Foto: Divulgação/ PCPE

Um dos criminosos do tráfico de drogas do município de Ipojuca, Região Metropolitana do Recife (RMR), foi preso pela Polícia Civil de Pernambuco após quase um ano de investigações. Felipe José da Silva, 19, conhecido como Feio, fazia parte da organização criminosa conhecida como Trem Bala e tinha a posição de gerente de tráfico nas comunidades de Rurópolis e Bela Vista, as duas em Ipojuca.

Ele também invadia casas nessas comunidades para expulsar os moradores e utilizar as residências como pontos de tráfico de drogas.

O criminoso tinha ligação com Tiago Mateus de Lima, 20, conhecido como Tobias, um dos líderes da facção. Os dois cometeram uma tentativa de latrocínio na Usina de Ipojuca em janeiro do ano passado, quando os criminosos roubaram a arma do vigilante e depois atiraram nele.

Tobias ficou conhecido por ter participado da tortura de cinco adolescentes que estavam cometendo furtos em comunidades no município. A organização não tolerava que os delitos estavam sendo cometidos dentro das comunidades. Uma das jovens, de 14 anos, morreu.

Leia também:
Facção sequestra, tortura e mata adolescente de 14 anos em Ipojuca
Operação mira quadrilha suspeita de tráfico e homicídios em Ipojuca


Feio está sendo investigado por cinco homicídios. Um deles foi de uma testemunha que foi à delegacia relatar um homicídio cometido por ele. No dia seguinte, Feio foi na casa da testemunha e a assassinou. Segundo o delegado que investiga o caso, titular da DP de Ipojuca, Ney Luiz, apesar de nunca ter sido preso, o criminoso era de alta periculosidade.

“Ele era uma pessoa extremamente violenta. Praticamente desbravou toda a nossa legislação penal. Ele vai responder pelos crimes de homicídio, latrocínio, corrupção de menores, roubo, tráfico, associação ao tráfico e violência doméstica”, afirmou o delegado.

Felipe estava caminhando nas ruas da comunidade de Rurópolis, em Ipojuca. Com ele, havia uma certa quantidade de cocaína e maconha. Ele passou por audiência de custódia e foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Everardo Luna (Cotel).

Veja também

Médicos são os primeiros vacinados com a dose de Oxford no Brasil
VACINAÇÃO

Médicos são os primeiros vacinados com a dose de Oxford no Brasil

Primeiras doses da vacina AstraZeneca/Oxford chegam a Pernambuco neste domingo
VACINAÇÃO

Primeiras doses da vacina AstraZeneca/Oxford chegam a Pernambuco neste domingo