Isolamento social em Pernambuco desaba e chega a 35%

É o menor índice em quase três meses. Nenhuma cidade alcançou 50% de adesão

Isolamento social ajuda a reduzir a propagação da Covid-19Isolamento social ajuda a reduzir a propagação da Covid-19 - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Apenas 35,2% da população de Pernambuco cumpriu o isolamento social nessa sexta-feira (6). É a pior adesão à medida, considerada fundamental para combater a Covid-19, desde 17 de março, quando 32,8% dos pernambucanos permaneceram em casa. Nenhuma cidade alcançou 50%. O primeiro lugar foi de Carnaubeira da Penha, no Sertão do São Francisco, com 44,9%.

Nas cidades que cumpriram quarentena até o fim de maio, índices abaixo dos 40%. Recife e Olinda tiveram 38,9% de adesão. Camaragibe registrou 36,7%; São Lourenço, 36,6%; e Jaboatão dos Guararapes, 36,0%. O menor índice foi de Fernando de Noronha: 18,8%.

Leia também:
Balanço da quarentena aponta crescimento do isolamento social
Pernambuco registra 850 novos casos de Covid-19 e 65 mortes

O levantamento é feito pelo Instituto In Loco e compila dados da geolocalização dos celulares da população. Os índices das 184 cidades pernambucanas e do distrito de Fernando de Noronha são divulgados pelo Painel Isolamento Social, do Ministério Público de Pernambuco.

As 10 cidades com maior adesão
1º Carnaubeira da Penha 44,9%
2º Granito 43,2%
3º Santa Filomena 42,5%
4º Camutanga 42,2%
5º Salgadinho 41,7%
6º Vertente do Lério 40,6%
7º Correntes 40,1%
8º Sairé 40,0%
9º Iati 39,9%
10º Primavera 39,9%

As 10 cidades com menor adesão
176º Lagoa de Itaenga 30,6%
177º Exu 30,5%
178º São Vicente Ferrer 30,1%
179º Ibimirim 29,9%
180º São José do Egito 29,8%
181º Tabira 29,7%
182º Mirandiba 28,7%
183º Carnaíba 28,2%
184º Tuparetama 25,4%
185º Fernando de Noronha (distrito) 18,8%


Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

Veja também

Paulista recebe nova unidade de Saúde da Família
Saúde

Paulista recebe nova unidade de Saúde da Família

Agências americanas recomendam "pausa" no uso da vacina da Johnson por temor de coágulos
Vacinação

Agências americanas recomendam "pausa" no uso da vacina da Johnson por temor de coágulos