Guerra no Oriente Médio

Israel faz bombardeios em meio à escuridão da Faixa de Gaza

Forças israelenses explicaram que 'as forças terrestres estão expandindo as atividades terrestres nesta noite'

Faixa de Gaza sob ataqueFaixa de Gaza sob ataque - Foto: YOUSEF HASSOUNA/AFP

Imagens feitas de dentro da Faixa de Gaza mostram o enclave sendo bombardeado em meio à escuridão, na sexta-feira. Os militares de Israel confirmaram que têm atacado a região durante a noite. Em comunicado, eles explicaram que "as forças terrestres estão expandindo as atividades terrestres nesta noite". Os fotógrafos das agências de notícias registraram grandes explosões no território palestino ocupado pelo exército israelense.

A Reuters manteve uma câmera ao vivo posicionada do lado israelense da fronteira apontada em direção a Gaza. As imagens mostravam escuridão total com explosões ocasionais, que geravam fontes de luz. Havia poucos registros disponíveis do que estava acontecendo no local.

Apesar da comunicação limitada, alguns jornalistas palestinos – incluindo um repórter da Al Jazeera – organizaram uma transmissão ao vivo no Instagram a partir da Faixa de Gaza. A live mostrava as ruas escuras e o que, segundo eles, eram os intensos ataques aéreos israelenses.

Os jornalistas descreveram os apagões como “completamente desumanos” e disseram que os residentes que precisavam de ajuda já não conseguiam chegar aos serviços de emergência.

A Faixa de Gaza sofreu um apagão de comunicação nesta sexta-feira. O bloqueio completo de isolou o enclave do mundo exterior. Entidades internacionais relatam perda de contato com equipes em Gaza. O Unicef, a OMS e a ONG Médicos Sem Fronteiras informaram sobre a perda de contato com suas equipes em Gaza, incluindo instalações de saúde e parceiros humanitários.

"Estou extremamente preocupada com a segurança deles e com mais uma noite de horror indescritível para 1 milhão de crianças em [Gaza]", escreveu a diretora executiva do Unicef, Catherine Russel, no X (antigo Twitter).

O diretor-geral da OMS também se manifestou pela rede social, afirmando que o "cerco [de Israel] me preocupa gravemente quanto à segurança deles e aos riscos imediatos à saúde dos pacientes vulneráveis".

"Apelamos à proteção inequívoca de todas as instalações médicas, funcionários e civis em toda a Faixa de Gaza", disse o MSF.

Veja também

Fundação buscará com IA crianças adotadas irregularmente durante a ditadura no Chile
Crianças adotadas

Fundação buscará com IA crianças adotadas irregularmente durante a ditadura no Chile

Cão de Jennifer Garner é 'promovido a terapeuta' em hospital infantil
Folha Pet

Cão de Jennifer Garner é 'promovido a terapeuta' em hospital infantil