Pandemia

Itália anuncia reabertura gradual a partir do final de abril

Reaberturas de escolas e restaurantes começam a partir do dia 26 com a manutenção de todas as medidas sanitárias, como distanciamento social e o uso de máscaras

Centro de Milão, na ItáliaCentro de Milão, na Itália - Foto: Miguel Medina / AFP

A Itália vai começar uma reabertura gradual de restaurantes e escolas a partir de segunda-feira 26 de abril, anunciou nesta sexta (16) o chefe de governo, Mario Draghi.

O futuro do país pode ser visto com um "prudente otimismo", afirmou Draghi em coletiva de imprensa na qual admitiu que o governo vai tomar "um risco calculado" ao decidir as reaberturas para reativar a economia e a vida social.

"A prioridade será dada às atividades ao ar livre", afirmou Draghi, sem citar explicitamente se as cafeterias e restaurantes com áreas externas serão autorizados. 

Ele anunciou também a abertura de todas as escolas presencialmente nas áreas amarelas e laranjas, ou seja, de risco médio ou leve.

O projeto de abertura progressiva se baseia em dois pilares: a manutenção de todas as medidas sanitárias, como o distanciamento social e uso de máscara e o impulso da campanha de vacinação.

"A probabilidade de que sejamos obrigados a retroceder é muito baixa se as regras forem respeitadas", afirmou Draghi quando questionado sobre o possível cancelamento dessas aberturas.

Draghi explicou que será possível viajar entre duas regiões classificadas como "amarelo", o que estava proibido até então.

A decisão do governo representa uma pequena aceleração no calendário de aberturas e marca o início de uma transição para que em maio outros setores possam abrir.

O ministro da Saúde, Roberto Speranza, afirmou que o governo planeja reabrir piscinas ao ar livre a partir de 15 de maio e as academias a partir de 1º de junho.

Os cinemas, teatros e espetáculos, um setor duramente atingido pelo fechamento desde outubro, poderão abrir também ao ar livre desde 26 de abril. 

A organização de férias e exposições será possível a partir de 1º de julho. 

A Itália, o primeiro país da Europa afetado pela pandemia de coronavírus em fevereiro de 2020, registrou até agora mais de 115.000 mortes.

Veja também

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão dos Guararapes
Pandemia

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão

Chile conclui eleição histórica em busca de maior equidade com uma nova Constituição
AMÉRICA LATINA

Chile conclui eleição histórica em busca de uma nova Constituição