Europa

Itália suspenderá obrigatoriedade das máscaras ao ar livre em 28 de junho

Recomendação é ter um acessório sempre à mão para casos de aglomeração

Centro de Milão, na ItáliaCentro de Milão, na Itália - Foto: Miguel Medina / AFP

A Itália, um dos países europeus mais afetados pela pandemia de Covid-19, porá fim à obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre a partir de 28 de junho, anunciou, nesta segunda-feira (21), o ministro da Saúde Roberto Speranza, em sua conta no Facebook, 

Ele destacou que a decisão será aplicada em regiões classificadas como "zona branca", onde a circulação do vírus é baixa. Atualmente, a medida vigorará em toda a Itália exceto no Vale de Aosta (norte).

O anúncio é feito após um parecer favorável do Comitê Técnico-Científico que assessora o governo sobre a pandemia. Esta equipe considerou que a máscara já não devia ser obrigatória nas zonas brancas, mas que a população devia ter sempre uma à mão em caso de situações de grande concentração de pessoas. 

As previsões dos especialistas sugerem que em 28 de junho todas as regiões da Itália serão zona branca. Nesta segunda-feira, a Itália registrou 21 mortes e 495 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Algumas regiões não registraram mortes. 

Desde o início da pandemia, a Itália, com 60 milhões de habitantes, registrou 127.291 mortes e 4,25 milhões de infecções. No momento, 30% da população com mais de 12 anos está vacinada, ou seja, cerca de 16 milhões de pessoas.

Veja também

Covid-19: mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões
COVID-19

Mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões

Jardim Botânico do Recife celebra 42 anos com reabertura de trilhas e volta dos ensaios fotográficos
Meio ambiente

Jardim Botânico do Recife celebra 42 anos com reabertura de trilhas e volta dos ensaios fotográficos