RÉVEILLON

Jaboatão também proíbe comércio e manifestações de Réveillon em toda a orla

Orla de Jaboatão dos GuararapesOrla de Jaboatão dos Guararapes - Foto: Chico Bezerra / PJG

Assim como fez o Recife, Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, proibiu manifestações de Réveillon e comercialização na orla do município no último dia do ano.

A proibição começa a valer a partir das 18h do dia 31 de dezembro e se mantém até as 6h do dia 1º de janeiro de 2021. A Prefeitura do município já havia cancelado shows e queima de fogos para a virada do ano.
 

 

Não será permitido o uso de toldos, tendas, mesas, cadeiras e guarda-sol nem utilização de caixas térmicas e similares na faixa de areia e calçadão durante o período proibido.

A restrição, que contará com fiscalização, visa a evitar aglomerações, contendo a disseminação do novo coronavírus. A Covid-19, doença causada pelo vírus, já fez mais de 900 vítimas fatais em Jaboatão.

O decreto contendo a proibição será divulgado no Diário Oficial do Município desta terça-feira (29).

Olinda
Também com tradição de as famílias se reunirem na orla para curtir a virada do ano na Região Metropolitana do Recife, o município de Olinda ainda não anunciou se será ou não permitida a presença de pessoas no calçadão e na praia.

O anúncio será feito nesta terça-feira (29) conforme nota divulgação pela prefeitura: "A Prefeitura de Olinda vai divulgar, nesta terça-feira (29), as informações referentes a operação de controle urbano para o Réveillon, adotando todas as medidas necessárias para a garantia da saúde, integridade e segurança da população."
  

Veja também

Lasso vence o correísmo e é o presidente eleito do Equador
Mundo

Lasso vence o correísmo e é o presidente eleito do Equador

Homem faz refém no aeroporto de Guarulhos e é detido pela Polícia Federal
Tensão

Homem faz refém no aeroporto de Guarulhos e é detido pela Polícia Federal