Notícias

Japão pode estender estado de emergência por um mês

Vários governadores fizeram apelos para que o estado de emergência continue em vigor, citando temores de que os casos de infecção poderiam se espalhar ainda mais

Japoneses se protegem do novo coronavírusJaponeses se protegem do novo coronavírus - Foto: Edgard Garrido

O governo japonês poderá estender por cerca de um mês o estado de emergência em vigor em todo o país por causa da pandemia do coronavírus. Atualmente, ele está programado para vigorar até 6 de maio.

Esta semana, o primeiro-ministro Abe Shinzo declarou, durante uma reunião do Comitê Orçamentário da Câmara Alta do Parlamento, que a questão é se será possível ou não declarar o fim do estado de emergência nessa data. Ele disse que essa perspectiva parece improvável, lembrando que os casos de infecção continuam aumentando.

Leia também:
Japão avança para estado de emergência e anuncia colossal plano de ajuda por coronavírus
Japão quer incluir em lista de recusa entrada de estrangeiros dos EUA
Chuvas causam vazamentos em usina nuclear do Japão


Governadores realizaram uma reunião online, na quarta-feira (29), e decidiram pedir ao governo central que estendesse o estado de emergência em todo o país.

Vários governadores fizeram apelos para que o estado de emergência continue em vigor, citando temores de que os casos de infecção poderiam se espalhar ainda mais, se ele for afrouxado parcialmente e as pessoas começarem a circular novamente.

Segundo fontes, membros de um painel de especialistas do governo japonês concordaram em uma reunião não oficial que o estado de emergência deveria ser estendido em todo o país. O painel deve se reunir nesta sexta-feira (1º).

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

Veja também

Ministros do G7 pedem à Opep que amplie produção de petróleo; analistas já preveem barril a US$ 150
petróleo

Ministros do G7 pedem à Opep que amplie produção de petróleo; analistas já preveem barril a US$ 150

Centenas de pessoas protestam depois de desabamento de um prédio que deixou 26 mortos no Irã
Protestos

Centenas de pessoas protestam depois de desabamento de um prédio que deixou 26 mortos no Irã