Jardineiro confessa que matou a fundadora do ‘Eu Acho É Pouco’

Renato José da Silva confessou ter realizado o crime e foi conduzido ao Cotel

Homenagem à artista plástica Maria Alice na Cidade Alta de OlindaHomenagem à artista plástica Maria Alice na Cidade Alta de Olinda - Foto: Brenda Alcântara / Folha de Pernambuco

Polícia Civil prendeu Renato José da Silva, de 28 anos, suspeito de ter assassinado a arquiteta e fundadora do bloco carnavalesco ‘Eu Acho É Pouco’, Maria Alice dos Anjos. Ele, que era o jardineiro da vítima, foi detido com mandado de prisão temporária, pela equipe da Divisão de Homicídios Norte, na noite de sábado (24), no município de Paulista.

Ele confessou ter realizado o crime e foi conduzido ao Cotel. A polícia promete apresentar maiores detalhes sobre o caso, na manhã da segunda-feira (26). A vítima foi encontrada morta na noite do dia 13 de março em sua residência, no Sítio Histórico de Olinda. Ela apresentava uma lesão na cabeça. A tese de latrocínio, roubo seguido de morte, foi confirmada durante as investigações. 

A Polícia Civil também atuou em flagrante Adriano Henrique da Silva, também de 28, por receptação. Ele que adquiriu o celular da vítima, furtado durante o crime. 

Leia também:
Fundadora do Eu Acho é Pouco prestou queixa na véspera da morte
Fundadora do bloco Eu Acho é Pouco é encontrada morta em Olinda

Veja também

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica
América Latina

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro
Covid-19

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro