João Ananias lamenta ausência de Gaston e pede força da torcida contra o Vasco

Timbu poderá entrar no G4 da Série B caso vença e seus concorrentes diretos tropecem

Filme "No Fim do Túnel"Filme "No Fim do Túnel" - Foto: Divulgação

Na era Givanildo Oliveira, o Náutico já acumula quatro jogos sem derrotas – dois empates e duas vitórias. Está a três pontos do quarto colocado, Londrina, na luta para voltar ao G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Para voltar a integrar o grupo, a equipe precisa vencer o Vasco, sábado (1º), na Arena Pernambuco, e torcer por um tropeço de seus concorrentes diretos. Por isso, toda ajuda é importante. Principalmente a das arquibancadas.

“A torcida é um fator importante para gente. Claro que tem a questão (mobilidade) da Arena, mas espero que ela (torcida) entenda que esse é o momento de chegar e nos apoiar. O Náutico não está morto e estamos confiantes”, afirmou o volante João Ananias.

Para o próximo jogo, o Timbu não terá a presença do lateral-esquerdo Gaston, suspenso pelo terceiro amarelo. “Ele vai fazer falta. Não só no futebol, mas como líder. Perdemos um importante jogador na parte defensiva e de ataque. Espero que quem entre possa ajudar o Náutico”, revelou. O mais cotado para assumir o posto é Mateus Muller.

Nenê

Questionado se o Náutico montaria um esquema especial de marcação em cima do atacante Nenê, do Vasco, o volante preferiu destacar a força do elenco carioca. “Sabemos que ele é um cara rodado no futebol, bom de bola, mas o Vasco não é somente ele. Tem outros jogadores de qualidade e não é à toa que está lá em cima”, apontou.

Veja também

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h
CORONAVÍRUS

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão em Jaboatão dos Guararapes, na RMR
Jaboatão

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão