Jovem atacada com soda cáustica pelo ex-companheiro é transferida para UTI

Caso aconteceu na última quarta-feira (4). Ela está em situação grave. A polícia espera que o agressor se apresente nesta segunda (8)

Hospital da Restauração, no RecifeHospital da Restauração, no Recife - Foto: Paullo Almeida/Folha de Pernambuco

Mayara Estefanny Araújo, de 19 anos, que foi teve soda cáustica arremessada em seu rosto, tórax e braços pelo seu ex-companheiro, foi transferida neste domingo (7) para a UTI do Hospital da Restauração (HR), no Derby, Centro do Recife. O caso ocorreu na noite de quinta-feira (4), no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife. 


Segundo relatos de familiares, a mulher estava chegando na casa da mãe após largar do trabalho quando foi surpreendida pelo homem e um amigo dele, que a segurou para lançar o produto químico. Ela já deu entrada no HR em estado gravíssimo. Foi entubada e passou por cirurgia. Uma irmã da vítima, que não quis se identificar, contou que o homem costumava agredir a jovem constantemente e não aceitava o fim do relacionamento. Além disso, o filho do casal, de dois anos, sofria maus tratos. "Dessa última vez que ela o deixou, e ele não aceitou de novo. Ela arrumou outra pessoa, mas ele começou a ir no trabalho dela e desse rapaz", contou. "Isso é uma crueldade, não é coisa de ser humano não. Minha irmã pode ficar cega", acrescentou a familiar.

A mulher e o Willian César dos Santos Junior, 27, o autor do crime, foram casados por quatro anos e têm um filho de dois. Segundo a delegada Bruna Falcão, Mayara havia procurado a polícia três vezes para denunciar as ameaças que vinha sofrendo dele. A polícia espera que Willian se apresente nesta segunda-feira (8)

 

Veja também

Brasil  confirma 43,2 mil novos casos de Covid-19 e 664 mortes
Boletim

Brasil confirma 43,2 mil novos casos de Covid-19 e 664 mortes

Confira a previsão do tempo para este domingo (6) em Pernambuco
tempo

Confira a previsão do tempo para este domingo (6) em Pernambuco